Verizon pode desistir de comprar o Yahoo após vazamento de dados

Depois do anúncio da última quarta-feira, 14, de que mais de 1 bilhão de contas do Yahoo foram hackeadas em 2013, a Verizon parece estar repensando a compra da empresa de serviço de internet.

De acordo com uma reportagem da Bloomberg, a companhia está avaliando um desconto no valor da compra e até a possibilidade de desistir do negócio. O principal motivo para a desistência da aquisição são os futuros processos que a empresa pode acabar sofrendo.

Fontes familiarizadas com o caso dizem que a Verizon está procurando uma maneira de o Yahoo assumir qualquer responsabilidade a longo prazo caso seja levada à justiça por usuários que se sentirem prejudicados.

Essa não é a primeira vez que o Yahoo confirma um vazamento. Em setembro, a companhia revelou que dados de mais de 500 milhões de contas de usuários haviam sido roubados por criminosos em 2014.

Em comunicado, a operadora informou que avaliará a situação, mas ainda assim os executivos consideram a compra uma boa estratégia. Um grupo liderado pelo CEO da AOL, Tim Armstrong, está focado no planejamento de integração das duas empresas, além disso, a Verizon espera expandir o seu negócio de telefonia através da construção de um negócio de mídia e publicidade móvel.

Entenda o caso

Depois de quatro meses de rodadas de negociações, em julho a Verizon adquiriu o Yahoo por um valor de US$ 4,83 bilhões, sendo que o processo de compra estava previsto para terminar no início de 2017.

No entanto, depois das informações da primeira quebra de sigilo e de que a empresa digitalizava e-mails de usuários e os enviava a agências de inteligência dos Estados Unidos, a operadora pediu um desconto de US$ 1 bilhão no preço final para cobrir eventuais custos processuais.

Via Bloomberg e CNET





RECOMENDADO PARA VOCÊ