A Apple pode ajudar a popularizar os carregadores por indução eletromagnética?

Por Redação Olhar Digital - em 04/07/2012 às 13h07

  • Apple
  • carregador

Resumo: Empresa pode lançar um sistema de recarga sem fio para o próximo modelo do iPhone, incentivando mais avanços na tecnologia

Tecnologias para recarregar baterias sem utilização de fios não são novidade. O Palm Pre, em 2009, já tinha um sistema de recarga por indução eletromagnética. Mas essa tecnologia ainda não mostrou grande força, e poucas são as empresas que arriscam colocar carregadores sem fio no mercado.

Isso pode acontecer a partir deste ano. Segundo estudo da Pike Research, o mercado deve triplicar até 2020, graças principalmente a uma empresa que prepara um carregador por indução eletromagnética para seus aparelhos: a Apple.

No mês passado, a Apple registrou uma patente para um dock de recarga por indução, e relatos do ano passado já apontavam para um sistema desses para um futuro iPhone. Caso a empresa consiga colocar um carregador eficiente usando a tecnologia, pode incentivar outras empresas a também desenvolverem mais estudos na área.

Mas, segundo o GigaOM, mesmo o apoio da Apple pode não ser o bastante para os carregadores por indução eletromagnética. Uma das dificuldades enfrentadas é a grande fragmentação da tecnologia - pelo menos três grupos estudam os carregadores sem fio, o que pode prejudicar a interoperabilidade entre diferentes produtos.

Além disso, sempre há a dúvida de como os consumidores vão reagir aos carregadores - se eles vão aceitá-los ou se não vão sentir necessidade de comprar um, preferindo a maneira tradicional de carregar os aparelhos.



Recomendações
Ver todas
Últimos vídeos
Ver todos
Redes Sociais