Apple diminui salário do seu presidente após queda nas vendas em 2016

Tim Cook, CEO da Apple desde que Steve Jobs morreu, em 2011, foi "castigado" por sua performance recente gerenciando a empresa. O salário anual do executivo teve um corte de US$ 1,5 milhão (equivalente a cerca de R$ 4,8 milhões) em 2016.

A redução atingiu muitos dos principais executivos da empresa, incluindo alguns nomes com história na Apple, como Eddy Cue. O corte foi por conta da performance da empresa em 2016: pela primeira vez em 15 anos, as vendas da empresa despencaram 7,7% em relação ao ano anterior.

Nos EUA, os salários na maioria dos cargos de confiança em grandes empresas são calculados por ano, e não por mês, como no Brasil. Isso significa que, em 2016, Tim Cook recebeu US$ 8,75 milhões, após, um ano antes, ter recebido US$ 10,28 milhões por seu trabalho na Apple.

A meta da Apple para 2016 era faturar US$ 223 bilhões em vendas, mas acabou fechando o ano com US$ 215 bilhões. O salário do presidente e de outros executivos da Apple é recalculado anualmente de acordo com a performance geral da empresa.

Via The Guardian





RECOMENDADO PARA VOCÊ