Apple registra patente para confundir quem espiona dados pessoais

Por Redação Olhar Digital - em 22/06/2012 às 14h06

  • Apple

Resumo: Mecanismo cria espécie de clone virtual que mascara identidade e dados reais

Frequentemente acusada de usar e abusar dos dados dos seus usuários, a Apple registrou a patente de uma tecnologia que tem justamente a função oposta - inviabilizar que governos e empresas espionem as informações pessoais dos seus clientes. O desenho do mecanismo foi revelado pelo site Patently Apple, especializado na cobertura de inovações tecnólogicas da empresa.

A técnica desenvolvida pela Apple seria ligada ao serviço iCloud e criaria uma espécie de clone virtual do usuário, que passaria a deixar pegadas para confundir quem estivesse tentando acessar os dados enquanto a identidade e as informações originais são protegidas.

O desenvolvimento do método também tem razões comerciais, já que muitas empresas parceiras da gigante da tecnologia já notaram sua relutância em dividir dados pessoais dos seus usuários, como detalhes das contas do iTunes e os números de cartão de créditos arquivados ali.

Se você quiser saber mais, o Patently Apple fez uma análise detalhadíssima do novo recurso.

 



Recomendações
Ver todas
Últimos vídeos
Ver todos
Redes Sociais