Aumenta gravidade de multa por dirigir falando ao celular

Por Redação Olhar Digital - em 11/01/2013 às 16h15

  • Brasil
  • Celulares
  • Projeto de Lei
  • Smartphones

Resumo: Comissão de Viação e Transportes aprovou a reclassificação de média para grave

A Comissão de Viação e Transportes aprovou a reclassificação, de média para grave, da multa aplicada ao motorista que dirige utilizando aparelho celular. A informação foi divulgada no site oficial da Câmara dos Deputados.

"Conforme a proporcionalidade de penas previstas no Código Brasileiro de Trânsito, julgamos mais apropriado que se considere esses comportamentos como infração grave", afirmou o deputado Edinho Bez.

O substitutivo também altera a redação do Código de Trânsito Brasileiro para estabelecer que dirigir com um único fone de ouvido, sem referir a fonte de emissão sonora, é infração média de trânsito. Atualmente, a lei diz que é média a infração de dirigir veículo "utilizando-se de fones nos ouvidos conectados a aparelhagem sonora ou de telefone".

"Concordamos, no entanto, com a ideia de se permitir o uso de telefone celular durante a condução de veículos desde que com o auxílio de tecnologia hands-free - que possibilita atender o aparelho ou discar sem usar o teclado, pois o condutor teria assim suas mãos livres, mantendo a conversação como se estivesse a falar com alguém sentado a seu lado", disse Bez.

Veja os níveis e valores das multas:

Gravíssima: R$ 191,54 e 7 pontos na carteira (o valor pode ser multiplicado em até 5 vezes em certas circunstâncias);
Grave: R$ 127,69 e 5 pontos na carteira;
Média: R$ 85,13 e 4 pontos na carteira; 
Leve: R$ 53,20 e 3 pontos na carteira.



Recomendações
Ver todas
Últimos vídeos
Ver todos
Redes Sociais