Cientista cria pizza saudável que pode ser comida três vezes ao dia

Por Redação Olhar Digital - em 10/07/2012 às 17h53

  • Ciência
  • Comportamento
  • Saúde

Resumo: Alimento contém 30% da quantidade diária de vitaminas e minerais que um adulto deve ingerir todos os dias

Hoje, dia 10 de julho, é comemorado mundialmente o dia da pizza. Não há como negar que o alimento é muito saboroso, mas também é um dos mais calóricos. Uma fatia de calabresa, por exemplo, tem 319 calorias, e a de mussarela, 360. A pergunta agora é: como comer sem culpa?

A resposta parece ter sido encontrada pelo professor Mike Lean, da Universidade de Glasgow, na Escócia. Lean, que também é cientista, fez uma parceria com o empresário Donnie Maclean para produzir a primeira pizza "nutricionalmente balanceada". Segundo a BBC, a guloseima contém 30% da quantidade diária de vitaminas e minerais e 1 terço da quantidade de calorias, proteínas e carboidratos que um adulto deve ingerir todos os dias.

A ideia da pizza saudável surgiu após Lean estudar uma série de refeições prontas que são vendidas nas cinco maiores redes de supermercados da Escócia. Ao constatar que esses alimentos possuem muito sal, gordura saturada e poucos nutrientes importantes, o pesquisador se uniu a Maclean para produzir um composto saudável e ao mesmo tempo saboroso usando ingredientes como pão caseiro, algas e pimenta vermelha misturadas à base do molho de tomate.

"O pão com algas diminui o teor de sal de 40% para apenas 3,5%", explica Maclean à BBC. "Além disso, a pizza tem as vitaminas A, C e B12, magnésio, potássio e folatos, e pode preencher até 30% do seu almoço ou jantar, ou ainda 20% de lanches nos intervalos entre essas refeições".

Uma rede de supermercados já manifestou interesse em vender a pizza em grandes quantidades. O produto só pode ser comercializado congelado, para que os ingredientes sejam preservados. O único problema é que o alimento será um pouco mais caro do que as pizzas tradicionais, mas na mesma faixa de preço de produtos congelados.

Após as pizzas, Lean e Maclean pensam em criar novos componentes para outros pratos típicos, como os de redes fast-food.



Recomendações
Ver todas
Últimos vídeos
Ver todos
Redes Sociais