Conheça os mais novos tablets do mercado

Por Felipe Maia - em 10/01/2013 às 09h00

  • Android
  • CES
  • crianças
  • Mobilidade

Resumo: CES 2013 reforça tendência no setor com grande variedade de produtos

Boas pistas levam a crer que os tablets serão, em pouco tempo, tão populares quanto os desktops foram na década passada ou quanto os smartphones têm sido nos últimos anos. Os dispositivos com telas sensíveis ao toque conquistam mercados ao passo que ditam tendências.

Os netbooks, por exemplo, já têm seu fim decretado. Tidos como substitutos portáteis dos computadores, eles sobreviviam em fabricantes como Asus e Acer. As duas anunciaram, contudo, o fechamento de suas linhas de produção no fim do ano passado.

Para este ano, os tablets continuam sua escalada global puxados principalmente por mercados emergentes e aumento da oferta. Um estudo da instituição DisplaySearch afirma que até o fim de 2013 a distribuição dos aparelhos crescerá mundialmente em 64%. 

Some a tais fatores a constante miniaturização de componentes, o barateamento de custos de produção e a implementação de interfaces cada vez mais intuitivas e de fácil acesso. Os tablets contam com muitos ventos a favor e a CES 2013 deixou isso explícito.

Dezenas de fabricantes anunciaram produtos no setor que foi estreado pela Apple. Entre modelos parrudos e simples, quase desktops e quase smartphones, selecionamos algumas das novidades dos tablets apresentadas nesta edição da feira norte-americana, que pode ser chamada de 'CES dos tablets'.

Gigantablets
Nem os dedos mais ogros, nem os mais desajeitados, nem os mais descoordenados. Ninguém precisa de um tablet com mais de 20 polegadas -- aparentemente. Algumas companhias arriscaram neste nicho numa provável tentativa de substituir até os PCs.

O Golias da Lenovo
O maior da lista, até agora, vem de um país acostumado a grandezas. A fabricante chinesa Lenovo divulgou seu Horizon IdeaCentre. Com tela de 27 polegadas e 7,7 kg o aparelho definitivamente não pode se enquadrar como móvel. A não ser na sala de casa ou escritório.


Reprodução

Poder de fogo gráfico
Pouco menor que o compadre asiático, o VSD240, da ViewSonic, tem 24 polegadas e roda Android 4.1. O destaque fica para sua placa gráfica, uma Nvidia Tegra 3. Embora sua frequência de 1,7 GHz não seja das mais elevadas, a GPU pode trabalhar bem no grande display.

Reprodução

Pequeno notável
O caçula da família ainda pode se gabar do tamanho. Lançado pela Panasonic, o tablet tem 20 polegadas e, segundo a fabricante, é voltado para o mercado corporativo. Seu diferencial é uma caneta que pode auxiliar na interatividade com a tela de resolução 4K.

Reprodução

Para comprar em breve
Imagine que a CES é uma dessas semanas de moda que acontecem pelo mundo. Entre modelos bizarros e coisas que nunca veríamos a não ser ali, sempre aparece o que em breve estará nos mercados.

A volta da Polaroid
A fabricante de câmeras com fotos impressas quase instataneamente não existe mais. O que existe agora é uma empresa que não quer perder o bonde das tendências. Por isso a Polaroid anunciou dois modelos de tablet com Android com 7 e 10 polegadas.

Reprodução

Estreante com Windows 8
A Gigabyte também está no rol das novatas do mercado de tablets. Os dois dispositivos da companhia, ao contrário da maioria, têm sistema operacional da Microsoft. Processadores Intel de última geração prometem dar conta do recado nas tarefas, mas o consumo de bateria preocupa.

Reprodução

Nada de Intel
A Vizio anunciou seu novo tablet e, assim como a Gigabyte, optou pelo Windows 8. Por outro lado, a fabricante também optou por não seguir o fluxo e escolheu um processador AMD para seu Tablet PC. O aparelho tem tela de 11,6 polegadas e um SSD de 64 GB.



Reprodução


Renovação japonesa
A Toshiba atualizou seu tablet, o Excite 10, e aguardou a CES para divulgar a novidade. O novato SE ganha do veterano principalmente no processamento gráfico e no sistema operacional. Uma GPU Nvidia Tegra 3 de quatro núcleos e a versão Jelly Bean do Android seguram a bronca do aparelho.


Reprodução


Com teclado acoplado
Os híbridos de notebook e tablet já são uma realidade no mercado de eletrônicos, o que tira o LGH160 da categoria mais experimental da feira. O novo modelo da fabricante tem uma tela capacitiva de 11,6 polegadas que pode virar e desvirar conectada ao teclado. Há quem diga que é um ultrabook.
Reprodução

Quase um netbook
Outra empreitada da Lenovo e outro híbrido, o ThinkPad Helix tem 1,5 kg, cerca de uma polegada de espessura, tela sensível ao toque de 11,6 polegadas e Windows 8 como sistema operacional. Por ser fino e leve, passa despercebido como tablet. 
Reprodução

Toque infantil
Outra categoria visada na feira são os tablets para crianças. Embora não seja foco das grandes companhias, empresas de pequeno e médio porte anunciaram seus aparelhos voltados aos pequenos.

Um tablet por criança
Desenvolvido pela fundação OLPC, a mesma por trás do projeto "One Laptop Per Child", o tablet XO Touch chama atenção pela interface. Adequada à criançada, ela é uma versão modificada do Android Jelly Bean. Outro ponto positivo deve ser o preço, embora ainda não seja conhecido.

Reprodução

Quase um brinquedo
O Funtab, lançado pela Ematic, tem cara de brinquedo. Ele tem corpo colorido, acabamento em borracha e programas divertidos -- como o aplicativo para desenhar e pintar. O tablet estará disponível em breve nos Estados Unidos em três tamanhos: 9, 7 e 4,3 polegadas.

Reprodução

Jeito de smartphone
A julgar pela configuração, o tablet infantil da Polaroid passaria por um smartphone de médio porte. Sua tela de 7 polegadas tem 800 x 480 pixels e trabalha em conjunto com um processador Cortex A8 de 1 GHz. Não se pode esperar aplicativos muito complexos.
Reprodução

Esquisitões
A CES 2013 também é palco para experimentos mais aguçados. Algumas fabricantes juntaram várias tecnologias em dispositivos e deram a eles o nome de tablet. Há para todos os gostos.

Game na tela
A proposta da Razer é tirar a ideia de que tablets só rodam games simples ou casuais. O Razer Edge tem uma configuração impressionante para a categoria: processador Intel Core i5, placa de vídeo Nvidia GT 640M e memória RAM de até 4 GB. De dar inveja a muito notebook.

Reprodução

Contra pancada
Toughpad FZ-G1 é o novo tablet da linha de aparelhos robustos da Panasonic. Cheio de itens de segurança e com um acabamento resistente, o dispositivo é claramente voltado a ambientes mais inóspitos. Indústrias que queiram um dispositivo com tela sensível ao toque, por exemplo.

Reprodução
No papel

Ainda um protótipo, o PaperTab é um conceito da Intel em parceria com a Universidade do Queens, do Canadá, e a empresa britânica Plastic Logic. O aparelho tem a espessura de um papel e pode reproduzir imagens, vídeos e mesmo aplicativos.
Reprodução


Recomendações
Ver todas
Últimos vídeos
Ver todos
Redes Sociais