Em recuperação judicial, Oi vai à Justiça para não pagar dívida com Anatel

Em junho, a operadora de telefonia Oi entrou com um pedido de recuperação judicial na ordem de R$ 65,4 bilhões, buscando evitar sua falência. Agora, a empresa recorre novamente à Justiça para suspender uma dívida com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), no valor de R$ 104,3 milhões.

A dívida tem relação com a garantia de uso de uma frequência de rádio móvel. Se a Oi não efetuar o pagamento, a Anatel pode suspender o uso da faixa e deixar diversos clientes da Oi em algumas regiões do Brasil sem cobertura. Até o fim do ano, a Oi deve pagar quase R$ 680 milhões pelo direito de exploração da frequência.

A operadora argumenta que não pode pagar a dívida com a Anatel nesse valor, já que não tem dinheiro suficiente para arcar com essa e outras obrigações com fornecedores e empregados. A Oi quer que a agência faça uma revisão da dívida e aplique um "desconto" no valor total.

O valor de R$ 104,3 milhões tem a ver com a apólice do seguro em vigor, que deveria ter sido renovada na semana passada e vence no próximo domingo, 17. Por isso, a Oi corre contra o tempo para conseguir um abatimento da dívida. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.





RECOMENDADO PARA VOCÊ