Google adiciona opção antirrastreamento ao Chrome

Por Redação Olhar Digital - em 14/09/2012 às 11h09

  • Chrome
  • Google
  • Navegadores

Resumo: Novidade já consta na versão para desenvolvedores do navegador
Chrome tem 35% do uso, contra 33% do Internet Explorer, da Microsoft, que está em segundo lugar em uso pelos usuários

A próxima versão estável do Google Chrome virá com suporte ao recurso Do Not Track, que dá ao internauta a opção de não ser rastreado enquanto navega pela rede. Na última versão para desenvolvedores, o DNT já está presente.

O porta-voz do Google Rob Shilkin disse ao AllThingsD que a adoção vem em resposta a um compromisso firmado com a Casa Branca no começo do ano. De fato, o governo Obama fez um apelo à gigante de buscas nesse sentido, tendo em vista que ela comanda o navegador mais usado do mundo.

"Estamos tornando essa configuração visível no nosso canal para desenvolvedores, o Chromium, então isso estará disponível nas próximas versões do Chrome até o final do ano", informou Shilkin. Sempre que o DNT estiver ativado, aparecerá um aviso "DNT:1" quando o usuário quiser abrir uma nova página.

Mas há críticos em relação ao modelo antirrastreamento, que pode ser simplesmente ignorado pelos servidores. É o que faz o Apache Web com o Internet Explorer desde que a Microsoft decidiu adotar o DNT como padrão no IE 10 - se quiser ser rastreado, o usuário tem de alterar a opção.

Na visão do Apache, a postura da Microsoft vai contra o espírito de escolha do Do Not Track. O Facebook também se nega a participar da iniciativa, tendo criado ferramentas próprias para tratar do assunto.


Recomendações
Ver todas
Últimos vídeos
Ver todos
Redes Sociais