Google: censura de governos na web está 'alarmante'

Por Redação Olhar Digital - em 18/06/2012 às 11h30

  • Censura
  • Google

Resumo: Relatório de transparência da empresa indica crescimento nos pedidos de remoção de contéudo dos serviços do Google
Censura na web

Mais de mil pedidos de retirada de conteúdo dos serviços do Google foram feitos por governos do mundo todo neste ano, o que mostra uma tendência alarmante de censura na web, de acordo com o Google.

A empresa apresentou nesta segunda-feira (18/06) seu relatório de transparência, no qual divulga pedidos de remoção de conteúdo tanto das suas buscas quanto do YouTube e de outros serviços por parte de autoridades.

"O resultado é alarmante não apenas por causa da liberdade de expressão e sim porque parte dos pedidos vieram de países que você não suspeita de censura como democracias ocidentais que não são associadas a essas práticas", escreveu Doroth Chou no relatório.

Dos pedidos que foram feitos no segundo semestre de 2011, o Google cumpriu 65% das ordens judiciais para retirada do conteúdo e mais 47% dos pedidos informais. Em alguns casos o Google não consentiu aos pedidos como quando órgãos reguladores da Espanha quiseram a retirada de links de blogs e jornais que criticavam figuras públicas.


Brasil

Os pedidos de remoção de conteúdo no Brasil são bastante associados ao Orkut. De acordo com o Google, a justiça eleitoral pediu a retirada de quatro perfis da rede social em dezembro. A justificativa é que eles estavam fazendo campanha para futuros candidados das eleições municipais de 2012 antes da hora e a legislação brasileira não permite isso.

O Google destaca no relatório que a quantidade de pedidos no Brasil é alta por causa da popularidade do Orkut. Ao todo, foram feitas 128 ordens judiciais de remoção de conteúdo e a empresa cumpriu 69% delas. Outro 66 pedidos formais foram feitos e o Google cumpriu 26% deles.



Recomendações
Ver todas
Últimos vídeos
Ver todos
Redes Sociais