Governo dos EUA processa Google por questão trabalhista

O Departamento do Trabalho dos Estados Unidos entrou ontem, 4, com uma ação judicial contra o Google. De acordo com o departamento, a empresa teria se negado a divulgar informações referentes aos salários e benefícios recebidos pelos seus empregados.

De acordo com a Reuters, a ação foi movida pela OFCCP, um escritório do departamento cujo objetivo é garantir que as empresas que têm contratos com o governo respondem às exigências que o governo faz. Mais especificamente, a OFCCP queria saber se o Google correspondia às demandas de emprego igualitário do governo.

No entanto, durante uma "avaliação rotineira", a empresa se recusou a revelar os detalhes solicitados pelo governo. O Google alegou que os dados pedidos pela OFCCP "revelariam dados confidenciais", e que por isso não poderia mostrá-los. Diante dessa postura da empresa, o Departamento do Trabalho entrou com o processo, buscando uma orem judicial que obrigue a empresa a divulgar as informações.

Cortando relações

Segundo o Engadget, um dos motivos que pode levar o Google a não responder aos pedidos é o fato de que a empresa simplesmente não atende às suas demandas de emprego igualitário. Como o site aponta, o Google não tem um bom histórico de diversidade em seus escritórios, o que poderia levar a empresa a ter problemas com o governo.

Isso tudo, no entanto, gira em torno do fato de que o Google tem contratos com o governo dos Estados Unidos. Por esse motivo, ele precisa corresponder às exigências do governo. Caso o impasse da empresa como Departamento do Trabalho não seja resolvido, a OFCCP ameaçou pedir à corte que suspenda todos os contratos do Google com o governo e impeça que a empresa firme novos contratos desse tipo.





RECOMENDADO PARA VOCÊ