Kim Dotcom está disposto a limpar seu nome nos Estados Unidos

Por Redação Olhar Digital - em 11/07/2012 às 13h30

  • justiça
  • Megaupload
  • Pirataria

Resumo: Empresário desafiou o FBI a realizar um julgamento justo e se disse disposto a enfrentar a agência em um tribunal dos EUA
Kim Dotcom

Kim Dotcom, fundador do Megaupload que ocupa posição central em uma investigação norte-americana sobre fraude e pirataria online, anunciou nesta quarta-feira (11/07) que estava disposto a ir aos Estados Unidos para limpar seu nome, o que evitaria a necessidade de uma audiência de extradição na Nova Zelândia.

De acordo com a Reuters, Dotcom desafiou o FBI a realizar um julgamento justo e se disse disposto a enfrentar a agência em um tribunal dos Estados Unidos, desde que certas condições sejam aceitas.

"Ei, Departamento da Justiça, estamos dispostos a ir aos EUA. Não é preciso extradição", escreveu Dotcom no Twitter. "Queremos o direito a pagar fiança e responder o processo em liberdade, e o descongelamento de dinheiro para pagar advogados e cobrir nossas despesas", afirmou o empresário, antes conhecido como Kim Schmitz, se referindo ao seu caso e ao de três outros acusados pelas autoridades norte-americanas.



Recomendações
Ver todas
Últimos vídeos
Ver todos
Redes Sociais