Muçulmanos desenvolvem game cujo objetivo é atirar no escritor Salman Rushdie

Por Redação Olhar Digital - em 03/07/2012 às 09h30

  • game
  • Games
  • Indie games
  • Videogame

Resumo: Escritor recebeu pena de morte islâmica em 1989, quando lançou o livro 'Os Versos Satânicos'

O escritor iraniano Salman Rushdie vive uma rotina bastante limitada desde 1989, contando sempre com um grupo de seguranças para acompanhá-lo onde quer que vá. Tudo isso por causa do lançamento do livro 'Os Versos Satânicos', em 1989, que lhe trouxe a fama internacional e ao mesmo tempo um fatwa, a pena de morte dos muçulmanos.

Na ocasião, o aiatolá Khomeini considerou a obra ofensiva ao profeta Maomé e à religião islâmica, e por isso ofereceu até US$ 6 milhões para quem assassinasse Rushdie.

Não bastasse a vida real, agora Rushdie sofre uma perseguição também no mundo dos videogames. Isso porque um grupo de programadores iranianos ligados ao islamismo criou um jogo em que o objetivo é justamente caçar e atirar no escritor expatriado.

O nome do jogo pode ser traduzido como ‘A Vida Estressante de Salman Rushdie e a Implementação de seu Veredito’ e será lançado em uma feira de games em Teerã.

De acordo com um dos desenvolvedores do game, Mohammad-Taqi Fakhrian, o objetivo é educar os mais jovens dentro das regras do Islã. “Sentimos que devíamos introduzir as novas gerações ao fatwa contra Salman Rushdie e sua importância”, explicou, em uma declaração publicada no Guardian.

Rushdie ainda não se pronunciou sobre o game.



Recomendações
Ver todas
Últimos vídeos
Ver todos
Redes Sociais