Obama reconhece importância de Snowden, mas diz que não vai perdoá-lo

Encerrando seu mandato como presidente dos Estados Unidos, Barack Obama tem opinado sobre algumas questões polêmicas que envolvem o país. Nesta segunda-feira, 21, em entrevista ao jornal alemão Der Spiegel, ele falou sobre Edward Snowden.

Recentemente, Snowden e seus partidários iniciaram uma campanha pedindo um perdão presidencial. Obama, no entanto, parece não estar disposto a oferecê-lo tão facilmente. “Eu não posso perdoar alguém que não tenha ido a um tribunal e se apresentado”, afirma, ressaltando que é preciso lidar com as consequências de seus atos.

"Acredito que o senhor Snowden tenha levantado algumas preocupações legítimas. Apesar disso, a maneira como ele fez isso foi algo que não seguiu os procedimentos de nossa comunidade de inteligência. Se todo mundo agisse com seus próprios métodos, seria muito difícil ter um governo organizado ou qualquer tipo de sistema de segurança nacional", explica Obama.

Isso não significa que não há chances de uma "reconciliação". "No momento em que o senhor Snowden  apresentar-se perante as autoridades legais e se explicar, então acho que essas questões entrarão em jogo”, declara o presidente dos EUA.

Via Engadget





RECOMENDADO PARA VOCÊ