Opções "xing-ling" de smartphones 4G compatíveis com o Brasil

Por Redação Olhar Digital - em 14/09/2012 às 18h00

  • 4G
  • China
  • HTC
  • LG

Resumo: Descobrimos aparelhos LTE que podem ser comprados lá fora e usados por aqui
4g

Se você se decepcionou com o iPhone 5 ao saber que ele não será compatível com a 4G brasileira, não se desespere. Além dele e do Motorla Rarz HD, fabricado para o mercado brasileiro e que, portanto, funciona na nossa frequência de LTE, existem diversas opções de smartphones para você comprar. Obviamente, a maioria deles são de fora do país.

A equipe do Olhar Digital fez uma pesquisa curiosa para saber quais aparelhos 4G - comprados fora do Brasil - podem funcionar na nossa faixa do espectro, e, adivinhe? A China é o país ideal para quem busca um smartphone mais barato e que não vai se tornar obsoleto tão cedo. Dá para passar as férias na povoada Hong Kong e, de quebra, trazer um celular 4G para se preparar para a chegada da tecnologia no Brasil, prevista para 2013. São sete modelos de dispositivos LTE de fabricantes como Samsung, Huawei, ZTE e LG - todas asiáticas.

Brincadeiras à parte, em nossa busca descobrimos que o Brasil não é o único a utilizar esta frequência para o 4G, o que significa que as ofertas de aparelhos neste padrão devem começar a se expandir logo. Rússia, Áustria, Canadá, Colômbia, Dinamarca, Estônia, Finlândia, Alemanha, Hong Kong, Noruega, Arábia Saudita, Cingapura e a Suíça também usam a faixa de 2600 MHz (banda 7) para o LTE.

No entanto, como alguns países possuem outras opções de faixas - algumas delas utilizadas em locais mais avançados em relação ao 4G -, as fabricantes acabam ignorando a frequência 2600 MHz e focam a produção em aparelhos compatíveis com as mais populares como a 1800 MHz, 2100 MHz, 1700 MHz - empregadas nos Estados Unidos e Japão, por exemplo.

Segundo Eduardo Tude, presidente da consultoria Teleco, os celulares chineses com 4G, vendidos pela China Mobile, podem funcionar por aqui caso a operadora utilize as mesmas técnicas de acesso para permitir o compartilhamento da frequência entre vários terminais móveis. No Brasil, dividimos o canal na frequência (FDD - duplexação por divisão em freqüência ou Frequency Division Duplexing, em inglês), assim como verificado na China Mobile. Ou seja, ao que tudo indica, os smartphones são compatíveis com o nosso país.

Estão prontos para as opções xing-lings 4G que valem para o Brasil? Avisamos a vocês não testamos nenhum destes dispositivos por aqui. Todas as informações foram obtidas junto a especialistas e com apuração. No site da China Mobile, responsável pela comercialização dos smartphones, é possível conferir as especificações técnicas de cada um, inclusive checar as frequências dos aparelho. Confira as especificações dos celulares ao clicar nas imagens, que levam para os sites oficiais das fabricantes.

Reprodução

Reprodução


Reprodução

Reprodução

Reprodução

Reprodução



Reprodução 



Recomendações
Ver todas
Últimos vídeos
Ver todos
Redes Sociais