Pirataria: RapidShare vai ter que aumentar controle sobre arquivos hospedados, diz Corte

Por Redação Olhar Digital - em 19/03/2012 às 12h49

  • Pirataria

Resumo: Decisão judicial na Alemanha afirma que site de compartilhamento não faz o esforço necessário para impedir pirataria

A justiça da Alemanha decidiu que o RapidShare precisa filtrar milhares de arquivos enviados por seus usuários para evitar que conteúdo protegido por direitos autorais continue sendo disponibilizado através do site de compartilhamento.
 
Assim como o MegaUpload, o RapidShare conta com dados enviados por seus usuários. Eles podem enviar um arquivo para a web e compartilhar com seus amigos. Muitos destes arquivos, porém, são protegidos por direitos autorais.
 
Nos últimos anos, o compartilhador cooperou com os proprietários dos direitos para garantir que conteúdo protegido por copyright não fosse enviado para os servidores do RapidShare, porém, muitos representantes da indústria do entretenimento começaram a processar o serviço por causa dos arquivos enviados.
 
A decisão judicial da corte alemã afirma que o RapidShare não fez o esforço necessário para previnir que material protegido fosse enviado para seus servidores. Assim, o site agora precisa controlar ainda mais o que é mandado para lá. Isso inclui a instalação de filtros e monitoramento de tudo o que é enviado.
 
O diretor da Associação de Vendedores de Livros da Alemanha, Alexander Skipis, responsável por uma das organizações que processaram o RapidShare, celebrou a decisão favorável à indústria. "Sites de internet não podem mais escapar das próprias responsabilidades,  lucrar a partir de conteúdo protegido enviado por usuários anônimos", disse ao TorrentFreak.
 
Nos últimos meses, sites de compartilhamento de arquivos tornaram-se alvos de processos por parte de representantes dos direitos autorais. O MegaUpload foi fechado em janeiro pelo governo norte-americano que alegou que o serviço facilitava a pirataria. Outras plataformas similares, como o Uploaded.to, fecharam o acesso dos norte-americanos para impedir processos similares.


Recomendações
Ver todas
Últimos vídeos
Ver todos
Redes Sociais