Técnica converte plástico em fuligem reutilizável

Por Redação Olhar Digital - em 30/06/2010 às 13h34

  • reciclagem
  • TI Verde

Resumo: Processo que dispensa o uso de catalizador consiste em quebrar as ligações químicas entre os átomos de hidrogênio e carbono nas cadeias de polímeros
reciclagem

Se você é adepto da coleta seletiva e faz questão de separar os diferentes materias recicláveis no lixo da sua casa, saiba que eles ainda passam por um longo processo antes de serem reutilizados. E dentre esses resíduos, o plástico é um dos materiais que dá mais trabalho. Além de sua degradação  levar centenas de anos, ele ainda é mais caro para se reciclar, pois requer um cuidado maior na triagem e separação das suas variações existentes.

Um estudo publicado no periódico "Environmental Science and Technology", no entanto, revela que cientistas do Laboratório Nacional Argonne, em Illinois (EUA),estão desenvolvendo uma nova técnica para otimizar a reciclagem do material. O processo que  pode ser aplicado a todos os tipos de polímeros, macromoléculas que compõem o plástico, consiste em aquecer o material dentro de um reator a 700º C. Essa temperatura aplica uma pressão que quebra as ligações entre os átomos de  hidrogênio e carbono existentes nas cadeias de polímero. O hidrogênio vai para o seu estado gasoso e é sugado por um reator, restando apenas micro-esferas de fuligem que podem ser usados em tintas, lubrificantes, pneus e até incorporadas em anodos de baterias de lítio.

De acordo com Geoffrey Mitchell, cientista de materiais na Universidade de Reading, no Reino Unido, o fato de o processo não precisar de catalisador é um grande avanço e se a técnica puder ser aplicada à imensa quantidade de lixo plástico produzido atualmente, ela poderá otimizar muito a forma como o material é reciclado.


Recomendações
Ver todas
Últimos vídeos
Ver todos
Redes Sociais