Ubuntu para Android: seu smartphone transformado em um verdadeiro computador

Por Redação Olhar Digital - em 23/02/2012 às 09h45

  • Android
  • Google
  • Sistema Operacional
  • Ubuntu

Resumo: Canonical anuncia versão do Ubuntu que vai permitir transformar o celular em um verdadeiro desktop, com a ajuda de alguns periféricos

Mark Shuttleworth, fundador da Canonical, empresa responsável pelo Ubuntu, confirmou nesta quarta-feira (22/02) em seu blog que vai lançar o Ubuntu for Android, uma versão do sistema operacional que permite conectar seu smartphone a um dock especial com saída USB e HDMI, além de um monitor. Assim, será possível utilizar o seu dispositivo Android como se fosse um desktop. Difícil entender? Então, assista ao vídeo abaixo.

 

O projeto é um dos mais interessantes envolvendo celulares inteligentes e a plataforma Android. A Canonical vai tirar proveito dos novos processadores multi-core que estão chegando no mundo móvel e, assim, transformar dispositivos Android em verdadeiros PCs capazes de navegar na internet, editar documentos, acessar e-mails, escutar músicas, assistir filmes e enviar SMS ou atender ligações como se estivéssemos usando um smartphone.

O Ubuntu for Android já virá com um pacote básico de programas (Thunderbird, Chrome, VLC Player, Google Docs e outros), mas você poderá instalar qualquer outro arquivo disponível para o sistema desde que haja espaço na memória no celular. Dessa forma, é como se você levasse seu computador para qualquer lugar, no seu bolso, e é justamente essa a proposta da Canonical ao desenvolver o programa. Isso se mostra interessante para empresas que podem se beneficiar desse conceito e cortar custos de equipamentos para funcionários, por exemplo.
 
Entre outras funções citadas no site do Ubuntu, você poderá também acessar ou editar o caléndário ou sua agenda de contatos, além de verificar seus perfis no Facebook, Twitter e outras redes sociais.
 
Para ser executado, o Ubuntu for Android vai exigir um smartphone com processador dual-core de 1GHz, 512MB de memória RAM, 2GB de armazenamento livre, saída HDMI e aceleração de vídeo. Na teoria, qualquer aparelho top de linha lançado em 2011 já se encaixa nesses requisitos.
 
A nova plataforma da Canonical ainda não está disponível para o público em geral. Mas vale lembrar que a empresa fará uma demonstração das novas ferramentas na Mobile World Congress 2012 (MWC), que começa na semana que vem, em Barcelona (Espanha).


Recomendações
Ver todas
Últimos vídeos
Ver todos
Redes Sociais