União Europeia abre investigação após Microsoft violar acordo de navegadores

Por Redação Olhar Digital - em 17/07/2012 às 10h00

  • browser
  • Internet Explorer
  • Microsoft

Resumo: Empresa devia oferecer opções de browsers para usuários europeus com novas versões do Windows, mas janela não aparece mais

A União Europeia abriu uma nova investigação contra a Microsoft, afirmando que a empresa não oferece opções para usuários instalarem navegadores em seus computadores, violando acordo feito em 2009, de acordo com a Reuters.

Segundo o órgão antitruste europeu, usuários reclamam da janela que a Microsoft mostra para a escolha do navegador que vai ser instalado no computador. O acordo definiu que ela devia aparecer para todos os europeus que instalassem o Windows, mas nem todos recebem o aviso.

Em 2009, foi definido que a Microsoft colocaria uma janela que permitiria que usuários escolhessem qual navegador instalariam na máquina - eles poderiam optar pelo Internet Explorer ou por concorrentes como Chrome ou Firefox.

Reprodução 

O acordo foi feito após acusações de que a Microsoft dificultava a concorrência para outros browsers ao instalar automaticamente o IE em todos os computadores com Windows.

A janela começou a aparecer em novas instalações do Windows em fevereiro de 2010, mas, com o lançamento do Service Pack 1 do Windows 7, em fevereiro de 2011, ela sumiu. Mais de 28 milhões de usuários europeus compraram o sistema operacional com a atualização pré-instalada e, desde então, não tiveram a opção de escolher o navegador.

Em resposta às acusações, a Microsoft afirmou que um erro técnico impediu a janela de aparecer no SP1 do Windows 7, e que o erro está sendo corrigido, segundo o SlashGear.



Recomendações
Ver todas
Últimos vídeos
Ver todos
Redes Sociais