15 tendências tecnológicas para 2014

Por Redação Olhar Digital - em 10/02/2014 às 12h58

  • Tecnologia



Aconteceu muita coisa interessante no universo tecnológico em 2013 e não há indicações de que 2014 será diferente. Pensando nisso, a agência de estratégia e design frog botou seus especialistas para refletir quais seriam os destaques deste ano, chegando aos resultados que o Olhar Digital reproduz abaixo:

ANONIMATO PARA TODOS

A agência relaciona as descobertas acerca da espionagem norte-americana com a supervalorização do Snapchat e chega à conclusão de que os internautas querem e estão buscando privacidade. Algo que deve se tornar latente em 2014.

DRONES POR TODOS OS LADOS

Embora pequenos robôs voadores não sejam novidade, em 2013 o interesse neles cresceu tanto que a Amazon anunciou que poderá incluí-los em seu sistema de entregas. Há dificuldades para o desenvolvimento deste setor, mas eles começam a ser superados agora.

SE DESCONECTAR VAI VIRAR MODA

Agora que os celulares estão prestes a ser liberados em voos, as pessoas não querem mais usar tanto seus aparelhos. A frog enxerga um movimento de volta às origens offline, com cada vez mais pessoas dando atenção ao meio desconectado - um tempo de leitura sem interrupções, por exemplo.

A CHEGADA DOS GIGANTES DA CHINA

Muita gente já conhece o WeChat, que concorre com o WhatsApp, mas neste ano mais pessoas ainda instalarão este aplicativo - que já atende mais de 300 milhões de pessoas no mundo. Os especialistas apostam alto: o serviço deixará até o Facebook para trás.

CONTROLE MENTAL

Kenji Huang, da frog, comenta: "Se alguém da década de 1500 viesse a nós hoje e visse o que a tecnologia nos permite fazer, eles achariam que somos superhumanos." E isso tende a aumentar, com a tecnologia de controle cerebral ficando mais poderosa em 2014.

HUMANIDADE AUMENTADA

Antigamente a tecnologia era usada apenas para resolver problemas e aumentar nosso potencial; agora ela está além disso, mas ainda opera de forma separada a nós - a exemplo do Google Glass -, o que deve começar a mudar. Exoesqueletos controlados por sistemas e membros biônicos (olhos, braços, pernas etc.) são o próximo passo.

CARROS AUTÔNOMOS

O esforço da indústria para criar carros que dirigem sozinhos é evidente. O boom dessa ideia ocorrerá neste ano, quando as pessoas finalmente devem começar a se tornar passageiros em seus próprios veículos.

INTERNET DAS COISAS INVADE A ARTE

Tudo ao redor está ficando inteligente: celulares, TVs, carros, geladeiras… falta áreas mais subjetivas entrarem para essa onda. Pense em apresentações musicais digitalmente modificadas ao vivo, de acordo com a resposta do público.

A RIQUEZA DOS DADOS DE PRODUTO

Os produtos não estão só mais inteligentes e comunicáveis uns com os outros, eles também se tornaram poços de informações. É o aproveitamento desses dados que separará os produtos regulares dos melhores.

A REINTERPRETAÇÃO DO ARTESANATO

Assim como faz ao apostar no offline, a frog também vai contra a expansão tecnológica ao pregar que o trabalho tangível ganhará mais valor a partir de 2014. Eles acreditam que "imperfeições" estilizadas e customizadas ganharão espaço em um mundo que dá tanto valor a criações meramente digiais - a impressão em 3D pode entrar aí.

CONTRARIANDO A NORMA DA PRECIFICAÇÃO

Ninguém apostaria que o consumidor comum toparia pagar US$ 100 por um fone de ouvido, mas então apareceu a Beats by Dre provando que, na verdade, as pessoas estão mais do que dispostas a gastar quando há uma contrapartida em termos de design e experiência de uso. Prepare-se para pagar cada vez mais por produtos ordinários porém melhorados.

A REVOLUÇÃO DAS ENTREGAS PESSOAIS

Existe uma startup em San Francisco chamada Uber que criou um sistema de compras que garante a entrega de produtos e serviços em minutos - deixando em segundo plano a burocracia que envolve confirmações de pagamento. A ideia de entrega personalizada tende a ser mais explorada, ainda mais com empresas como a Amazon pensando em usar drones para isso.

O CONSUMIDOR POSSUI DADOS

Na visão de Annie Hsu, "2014 será o ano da recuperação de dados!". Os internautas estão percebendo que Google, Facebook, Twitter só são o que são graças às informações que possuem sobre seus usuários, o que tem gerado um movimento de obtenção de informações cuja ideia é devolver à pessoa o controle sobre o que é dela.

A QUANTIFICAÇÃO DO TRABALHO

Quem está acostumado a cronometrar o tempo de corridas ou de sono terá de se acostumar também à quantificação do trabalho. Como, quando e onde você gasta seu tempo de serviço serão itens listados em planilhas e softwares de gerenciemento.

A REINVENÇÃO DO PC COMO FERRAMENTA DE PRODUTIVIDADE

No mundo todo empresas que desenvolvem computadores estão sendo forçadas a migrar para o setor móvel, mas para a frog elas se esquecem de que ainda não há um substitudo ao desktop que trabalhe bem com tarefas de criação e produtividade. Ou seja, o PC ainda pode voltar com força, e 2014 parece ser o ano para isso.



Últimos vídeos
Ver todos
Redes Sociais