Como decolar do Brasil para o Vale do Silício

Por Stephanie Kohn - em 11/10/2013 às 18h00

  • Carreira
  • Empreendedorismo
  • empresa
  • Empresas

Resumo: Veja dicas para iniciar o seu negócio e conheça a história de uma empresa brasileira que chegou ao pólo tecnológico norte-americano
Vale do Silício

O Vale do Silício abriga as principais companhias que revolucionaram o mundo da tecnologia como Apple, Google, Yahoo! e HP. O maior polo de tecnologia e inovação do mundo atrai muitos empreendedores e é alvo da maioria das startups mundiais. Mas, apesar de o local ser rico em oportunidade e conhecimento, o vale é um lugar hostil para estrangeiros.

Não é impossível se tornar um empreendedor do Vale do Silício, mas é preciso muita determinação e planejamento. O primeiro passo é simples: monte sua startup e comece desenvolvendo um bom plano de negócios. O planejamento não garante o sucesso, porém serve para minimizar os erros e otimizar as potencialidades e oportunidades, pois é através dele que podemos ver as reais chances de o projeto dar certo. 

De acordo com Douglas Pereira Maluf, empresário e palestrante da assessoria financeira Capital A7, muitas empresas quebram antes da hora justamente por não terem feito um bom plano de negócios no início. Ele garante que se estas startups tivessem feito o business plan corretamente, elas teriam um programa de sobrevivência ou já veriam que a ideia não era viável.

"Em resumo, o plano de negócios torna a oportunidade clara, ou, claramente define que não se trata de uma oportunidade", comenta. "O Sebrae dá todo apoio necessário para confecção do plano de negócios, promove cursos, workshops e palestras que auxiliam no desenvolvimento de novos empreendedores", completa.

O plano de negócios é tão vivo quanto o mercado, portanto, deve ser atualizado e revisado constantemente, servindo, inclusive, como instrumento de gestão da empresa. Com as mudanças que acontecem no mercado, é normal que suas metas se adequem às transformações. 

O especialista ainda lembra que, além do planejamento, é primordial conhecer muito bem o segmento escolhido. A dica é aprender com as empresas que alcançaram o sucesso e também com as companhias que deram errado. Conversar com empresários sobre dificuldades e percepções de mercado também é fundamental para o seu negócio, assim como aumentar sua rede de contatos o tempo todo.

Um estudo realizado pelo Sebrae descobriu que mais de 70% das empresas não chegam a completar cinco anos de vida. Os erros destas iniciantes é que, geralmente, elas apresentam deficiências em dois pontos: estruturação do negócio e administração. Portanto, Douglas reforça que estes aspectos precisam ser dominados pelo empreendedor que quer vencer.

"Para se ganhar dinheiro as ideias não precisam ser tão extraordinárias assim, mas precisam de consistência. Gosto de uma frase que ouvi de um grande empresário do ramo de entretenimento que diz que 'é preferível um negócio médio na mão de pessoas excelentes a um negócio extraordinário na mão de pessoas comuns'."

A paixão também faz parte de uma história de sucesso e, de acordo com o empresário, deve estar presente na vida dos fundadores. Porém, a paixão não pode cegar o empreendedor, que precisa trabalhar sempre com três cenários: otimista, realista e pessimista. Cercado destas precauções, as chances de você começar com o pé direito são altas.

"Sentir insegurança é natural e não é vergonha nenhuma pedir ajuda. Existem excelentes empresas que dão suporte ao novo empreendedor. Se for o caso, estude a possibilidade de iniciar com uma franquia. Algumas redes prestam todo suporte na escolha do local, treinamentos de gestão e etc.", finaliza.

Leia na página a seguir: 

Rumo ao Vale do Silício: A terra da competitividade

Página 1/2
<< < 1 2 > >>


Últimos vídeos
Ver todos
Redes Sociais