Embed Apagar a luz Acender a luz Publicado em 25/03/2012 às 15h45
Copie e cole o código abaixo para compartilhar ou incorporar o vídeo.
<iframe src="http://olhardigital.uol.com.br/embed/o-buscador-do-google-vai-mudar-e,-ficara-cada-vez-mais-pessoal/25046" frameborder="no" scrolling="no" width="460" height="290"></iframe>
FECHAR

Buscas no Google: elas mudarão em breve!

  • Buscadores
  • Google
  • Pesquisa
  • seo
Vídeos relacionados
Ver todos


Um Google assim... mais humano! É o que promete o buscador mais utilizado do mundo em sua nova e maior reformulação. Incorporando novas tecnologias ao mecanismo, a ideia é deixar o serviço mais parecido como o modo como nós, humanos, entendemos o mundo.

Atualmente, o mecanismo de buscas do Google funciona basicamente por palavras-chave, uma forma de pensamento matemático. Mas, de agora em diante, além das palavras-chave, o Google passará a usar um mecanismo chamado de "busca semântica".

João Gabriel da Fonseca, diretor de marketing da SEO Master diz que essa "busca semântica" é a tentativa de "entregar de imediato para o usuário o que ele está querendo". Ele explica que, se ele busca por "população do Brasil", por exemplo, o Google já irá colocar no alto da pesquisa o resultado: "Então, você não terá que entrar em um link para procurar isso. Se você pesquisar uma lista com os 10 melhores restaurantes do Brasil, ele não irá te passar um link, irá exibir direto no corpo da pesquisa", explica.

A verdade é que essa nova tecnologia faz com o que o Google passe a entender qualquer relação entre palavras, como, por exemplo, "homicídio" e "assassinato" ou "sorvete" e "verão". João explica: "A grande dificuldade da web semântica é conseguir pensar o que o usuário está querendo. Se eu procurar 'puma', por exemplo, eu quero saber da marca ou do animal? Aqui, por exemplo, se eu sou uma pessoa ligada à moda, ele irá me mostrar mais resultados da marca do que do animal puma".

Essa alteração deve modificar a forma como o mecanismo de busca funciona, impactando em até 20% nas pesquisas feitas no Google. Para muitas perguntas digitadas no buscador, as pessoas não mais terão que entrar em qualquer site para procurar as respostas.

O maior objetivo dessa reformulação é desenvolver um sistema que encontre resultados mais relevantes. Ao mesmo tempo, a novidade deve melhorar a qualidade dos conteúdos oferecidos hoje na internet. Uma vez que o Google dará a primeira resposta, os sites terão que oferecer algo mais e, claro, melhor para que valha o clique do internauta.

Essas mudanças se aliam a outras iniciativas do Google de tornar os resultados das pesquisas mais "pessoais". Recentemente o buscador foi integrado ao Google Plus, mostrando resultados relacionados também aos amigos e contatos da rede social.

Além de colunista do Olhar Digital, o João é especialista em SEO. Se você quiser saber o que ele faz e ainda conhecer algumas técnicas para posicionar seu site melhor em buscas do Google, acesse o link que está junto dessa matéria. Quer ser o primeiro da lista de buscas do Google? Acesse e descubra como agora mesmo!
Página 1/4
<< < 1 2 3 4 > >>
Últimas notícias
Ver todas