Embed Apagar a luz Acender a luz Publicado em 12/02/2012 às 15h45
Copie e cole o código abaixo para compartilhar ou incorporar o vídeo.
<iframe src="http://olhardigital.uol.com.br/embed/de-carros-a-cacas-de-guerra,-simuladores-dao-um-toque-a-mais-a-campus-party/24071" frameborder="no" scrolling="no" width="460" height="290"></iframe>
FECHAR

De carros a caças de guerra, simuladores dão um toque especial à Campus Party

  • Campus Party
  • Evento
  • Flight simulator
  • Games
Vídeos relacionados
Ver todos


Hector Moraes, do entretenimento digital Campus Party diz que o "sucesso é garantido"! Ele explica que os campuseiros fazem fila e estão sempre lá para jogar e apreciar. "A proximidade com a realidade chega a 95%. Quando você vai ter chance de dirigir um carro de Fórmula 1 se não aqui?", diz.

O espaço para os simuladores na Campus Party é uma grande vitrine para essas criações 100% brasileiras, e já rendeu grandes oportunidades para os desenvolvedores dessas máquinas. Hector diz que um dos simuladores presentes na feira também esteve ano passado na Campus Party, na primeira vez deles no evento.

"O pessoal da NASA esteve aqui e gostou do projeto. Um dos meninos acabou fazendo um estágio na NASA, durante 6 meses, devido à oportunidade que ele teve no evento, com um simulador que construiu nos fundos de casa", explica Hector.

O tradicional "Flight Simulator", que simula um avião comercial, foi testado pelo nosso produtor, que também é piloto. Apesar do conhecimento, o pouso da aeronave foi mais difícil do que na vida real...

Nosso repórter sentou neste cockpit que simula os carrões da Stock Car. E mesmo habilitado há mais de 10 anos, sofreu bastante só para deixar o carro na pista. Aliás, engana-se quem imagina que os simuladores sejam meros videogames; muito pelo contrário, eles vão muito além da diversão.

"Há esse aspecto lúdico de ser apenas um jogo de videogame, mas ele também pode ser usado para treinamento. Alguém pode aprender a pilotar melhor usando o simulador, pode fazer testes que ele não poderia fazer com um veículo de verdade, por questões de segurança ou consumo", diz João Pedro, engenheiro de controle. "Ele consegue fazer tudo isso em um simulador, com um custo muito mais baixo, com mais segurança e até com o instrutor do lado para orientá-lo".

Este simulador de caça é capaz de deixar qualquer um tonto só de assistir alguém pilotar e foi apresentado pela primeira vez aqui na Campus Party. Mas o que chamou mais atenção da galera foi esse simulador de corrida, que acoplado a braços mecânicos, imita os movimentos do carro na pista ou fora dela.

Guilherme Gibertoni é estudante e achou o simulador "bem mais difícil que na realidade". Ele diz que o game é muito sensível para virar, dá muita volta, treme muito, deixando você bem zonzo. "Mas, é muito divertido e interessante", diz. Já Fábio Tomita, também estudante, explica que nunca havia pilotado um desses antes: "Você vai fazer a curva e se surpreende de tão real que é. Muito incrível".

Apesar da euforia, Fábio foi o primeiro do dia a conseguir a proeza de capotar o carro logo na primeira volta. Felizmente não passou de um susto virtual...

Falando em simulação, você sabia que os simuladores de direção já fazem parte da rotina das auto-escolas? A tecnologia é a mesma dos mais modernos jogos de corrida. A diferença é que as imprudências são mostradas para o aluno. O mais legal é que você também pode experimentar, pois já há versões online dos simulares. Quer conhecer mais esta novidade? Acesse o link acima e confira!
Últimas notícias
Ver todas