Embed Apagar a luz Acender a luz Publicado em 23/12/2012 às 15h45
Copie e cole o código abaixo para compartilhar ou incorporar o vídeo.
<iframe src="http://olhardigital.uol.com.br/embed/fifa-13-x-pes-2013-qual-o-melhor-game-de-futebol/31552" frameborder="no" scrolling="no" width="460" height="290"></iframe>
FECHAR

FIFA 13 x PES 2013: qual é o melhor game de futebol?

  • EA Games
  • Games
  • Konami
Vídeos relacionados
Ver todos


Bom, antes do apito inicial é importante destacar: nossa avaliação foi feita pelo nosso próprio time. E ainda que aqui sejamos todos apaixonados por tecnologia, ninguém é assim tão viciado em games. O repórter Cesar Schaeffer ((lê-se “xaifer”)), acostumado a jogar Fifa há cerca de três anos, disputou algumas partidas dos dois jogos com o redator Kaluan Bernardo – este, fã incondicional do PES há um bom tempo. Como um nunca havia experimentado mais a fundo o jogo do outro, a primeira avaliação ficou por conta da “Jogabilidade”...

"A impressão que dá é que a curva de aprendizado do FIFA é um pouco mais sossegada que a do PES porque o jogo é mais fluido mesmo. Você consegue pegar os movimentos mais rapidamente. Mesmo que você nunca tenha jogado o FIFA, o jogo é equilibrado mesmo que seja a primeira vez que você esteja jogando. É mais fácil de aprender", afirmam Kaluan Bernardo e Cesar Schaeffer.

Com a bola no pé – ou melhor – com o controle em mãos, fica evidente que FIFA 13 é mais democrático. A inteligência artificial dos jogadores em campo facilita as jogadas mesmo para quem não está acostumado. Com os jogadores mais rápidos, o jogo também ficou mais dinâmico; mais fluido. Já no PES 2013, o controle manual de passes e chutes exige mais treino. Quem não está acostumado acaba levando verdadeiros bailes dos mais experientes... Neste quesito, para agradar fanáticos e amadores, nosso voto foi para o Fifa.

Bom, uma coisa não se pode negar; os dois jogos evoluíram bastante em relação aos anos anteriores. Vamos analisar um pouco mais a tal “inteligência artificial” dos atletas virtuais. No geral, tanto no FIFA quanto no PES os jogadores sabem se movimentar bem em campo. O PES 2013 traz o sistema de defesa “Pro Active”, o que ajuda na marcação. Os laterais também ficaram mais espertos e aceleram na hora certa de puxar um contra-ataque. O FIFA 13 priorizou o ataque por meio do sistema “Attacking Intelligence”; assim os atacantes se movimentam melhor entre os zagueiros e encontram brechas para chegar mais fácil ao gol. Bom, e como o que determina o placar é bola na rede; na nossa opinião, este é mais um ponto para o FIFA.

Outra novidade no FIFA 13 em relação a essa experiência em campo é que o domínio de bola dos jogadores também ficou mais fiel à realidade. O “First Touch” (ou “Primeiro Toque”) deixa o jogo mais imprevisível, mais difícil, mas ainda mais real.

"A principal evolução do FIFA é o primeiro toque de bola, que mais difícil de dominar e a inteligência artificial dos jogadores. Já as mudanças do PES em relação à última versão foram bem maiores. Os jogos de futebol adotam como critérios alterações pontuais em um ano e grandes mudanças num período de dois anos. Nem sempre dá para fazer um jogo novo em um ano. A revolução do FIFA 11 para o 12 foi bem maior e do 12 para o 13 eles apenas aperfeiçoaram o que estava certo. Já o PES foi totalmente o contrário: talvez este último tenha sido o que mais mudou entre todos. Começaram um jogo novo praticamente do zero e reformularam tudo", afirmam Kaluan Bernardo e Cesar Schaeffer.

No quesito “gráfico”, o PES 2013 saiu na frente. Ainda que os dois títulos tenham aprimorado cada vez mais essa relação com o mundo real. Mais do que toda a movimentação em campo, cinegrafistas e fotógrafos que se mexem dão um toque especial aos games.

"O PES tem algumas vantagens, como o estádios, que estão mais bem desenhados, a plateia tem mais detalhes, e os jogadores parecem mais reais na hora de comemorar os gols. Mas o FIFA não fica muito atrás em termos de gráfico".

"O FIFA tem alguns times ingleses que o PES não tem, como o Chelsea, o Manchester, Acho que o PES sai na frente por ter a licença da Champions League e a Copa Libertadores, que são os que mais agradam a quem  gosta de jogar campeonato".

O PES 2013 pouco evoluiu no assunto “Modos de Jogo”; o diferencial fica mesmo por conta dos três mais importantes torneios de clubes do mundo. No FIFA 13, a novidade é o “Game of the Week”. Nesta função, é possível repetir um confronto que aconteceu na vida real na última semana. As novidades do modo carreira, tanto na vida de jogador como na de treinador, garantem mais um ponto para o Fifa.Para fechar este embate analisamos também as “Narrações e Comentários” em português disponíveis nos dois títulos. O FIFA 13 apostou na figura do jornalista Tiago Leifert e nos comentários do ex-jogador Caio Ribeiro. Mas para quem está acostumado a assistir jogos na TV, as narrações e comentários de Silvio Luiz e Mauro Beting no PES 2013 são impagáveis.

"Eu não gosto de narração e prefiro jogar sem, mas eu achei o Silvio Luiz muito engraçado, assim como o Thiago Leifert e o Caio Ribeiro, mas quem vê futebol na televisão vai se identificar mais com o Silvio Luiz.

Os melhores momentos dessa partida são equilibrados. Dá para dizer que o PES voltou a ser um rival à altura do FIFA. Mas o jogo da Electronic Arts é, sem dúvidas, o mais realista da atualidade; a velocidade e fluidez deixam as partidas mais democráticas inclusive para quem não está acostumado a jogar. Assim, aqui na redação, achamos que o Fifa se dá ligeiramente melhor que o PES na soma final.

Certamente muitos de vocês, jogadores de futebol virtual e amantes dos games também têm suas opiniões. Agora é hora de alimentar essa discussão. Acesse olhardigital.com.br e deixe sua opinião; o que você acha? Também prefere o FIFA 13 ou desta vez fica com o PES 2013?!
Últimas notícias
Ver todas