Embed Apagar a luz Acender a luz Publicado em 24/04/2011 às 15h45
Copie e cole o código abaixo para compartilhar ou incorporar o vídeo.
<iframe src="http://olhardigital.uol.com.br/embed/laboratorio_digital/17611" frameborder="no" scrolling="no" width="460" height="290"></iframe>
FECHAR

iPhone 4, Nexus S ou Atrix: descubra qual deles é o melhor em nosso comparativo

  • Celulares
  • Smartphones
Vídeos relacionados
Ver todos


Qual é o melhor smartphone do momento? O iPhone 4 sempre é apontado como um dos preferidos, mas é o mais antigo na disputa desse Laboratório Digital. Nem por isso, a tecnologia embarcada no produto da Apple deixa a desejar. O Atrix é o mais recente – e o único do teste que já traz um processador com dois núcleos. O Nexus S é a segunda investida do Google no mundo do hardware. A primeira, o Nexus One, não deu muito certo... Vamos a eles!

O teste começa pela parte mais visível: a tela. E aqui a escolha é difícil: os 3 modelos oferecem telas super sedutoras. O Nexus S e o Atrix oferecem telas maiores, com quatro polegadas. O iPhone 4 tem tela um pouco menor, com 3 polegadas e meia. Mas, o telefone da Apple é quem oferece a maior resolução, com 960 por 640 pixels. O Atrix vem logo depois, com 960 por 540 pixels, uma diferença pequena. Por último, o Nexus S, com 800 por 400 pixels. Ou seja, a tela do iPhone é a que oferece imagens mais nítidas, seguida bem de perto pela tela do Atrix. Então nesse quesito, a vitória ficou com o Atrix. Sua tela é maior que a do iPhone, e a resolução não é tão diferente assim...

Câmeras. Os 3 modelos oferecem exatamente a mesma configuração: 5 megapixels na traseira, com flash de LED, e VGA para a câmera dianteira.

No quesito armazenamento, quem fica na lanterna é o Nexus S. O aparelho oferece 16 giga. O iPhone oferece duas possibilidades, 16 ou 32 giga. O Atrix também vem com 16 giga, mas ele é o único que aceita cartões de memória. Com um cartão, ele pode chegar a até 48 giga de espaço.

No quesito conexões, o Atrix acaba na frente, já que ele oferece, também, mais conexões físicas. Além do mini-USB, o aparelho da Motorola também traz o HDMI. Ou seja, dá até para ligar na sua TV da sala.

Transformar o celular em um roteador sem fios é mérito do sistema operacional Android, que controla o Nexus S e o Atrix. Só que eles são ligeiramente diferentes. O Nexus S tem a versão mais recente, a 2.3. O Atrix, a 2.2. Não há grandes diferenças entre elas. Talvez a principal seja o teclado, que é maior e mais confortável no Nexus S. O que as duas têm em comum é que são mais rápidas que o iOS, o sistema operacional do iPhone. Mas, por outro lado, elas são um pouco mais complicadas: você se acostuma mais rapidamente com o iPhone e, em nossos testes, o telefone da Apple se deu melhor, por exemplo, no reconhecimento dos comandos de voz.

O coração de todo computador é o processador. E como esses aparelhos são quase computadores, o processador desempenha papel fundamental. Aqui, o Motorola leva vantagem folgada: é o único que oferece um processador com dois núcleos da mais recente geração. Além disso, ele oferece 1 giga de memória RAM, contra 512 mega dos outros dois. Isso, combinado ao Android, faz com que o Atrix seja, disparado, o mais rápido entre os 3. Em segundo lugar fica o Nexus S – que tem praticamente o mesmo hardware do iPhone, mas um sistema operacional mais leve.

Uso. Esse é um quesito um pouco subjetivo. Como dissemos, é mais fácil se acostumar com o iPhone: ele é mais intuitivo, mas o Android também não é nenhum bicho de sete cabeças. A Apple continua na frente no que diz respeito à variedade de aplicativos disponíveis na App Store. Mas, os Android têm a vantagem de rodar qualquer aplicativo: ou seja, não é preciso passar pelo crivo do Google para criar um programa que rode num celular Android. Mas, o iPhone tem um diferencial importante: sua tela continua a oferecer a maior precisão no toque. A diferença é pequena, é verdade, mas, passear pelas páginas da Internet é mais fácil no iPhone justamente porque esse toque é mais preciso.

Geralmente, o preço é um dos fatores de maior peso nas análises do Laboratório Digital. Mas, nessa edição, ele terá uma importância menor. Isso porque um dos modelos ainda não está disponível no Brasil. O Nexus S deve chegar em breve, mas ainda não está nas prateleiras do país. Imaginamos que ele não deve fugir muito da faixa dos outros dois que, desbloqueados, custam cerca de 2 mil reais.

Dito isso, chegamos à nossa conclusão. Pesando os quesitos técnicos, a escolha do Olhar Digital como melhor smartphone é o Atrix da Motorola. Com o processador mais moderno, mais memória RAM, mais conexões e com um sistema operacional super rápido, ele supera o Nexus S e o iPhone. Mas, vale o reconhecimento. O iPhone 4 já está no mercado há quase 1 ano, enquanto o Motorola acabou de chegar. Mesmo assim, o telefone da Apple não fez feio e ofereceu boa batalha. Já o Nexus S ficou para trás em dois quesitos importantes: a resolução da tela e a capacidade de armazenamento.

Além de ser o melhor smartphone, o Atrix ainda tem outras surpresas reservadas. O grande diferencial dele são os acessórios que o transformam numa central multimídia, ou então num laptop, usando o poder de processamento do próprio telefone. Na central multimídia existe uma saída HDMI para a conexão numa TV. Também podem ser conectados teclado e mouse Bluetooth, assim praticamente você monta um desktop. Um controle remoto ajuda a navegar entre as funções de vídeos, fotos e músicas. Mas se você preferir toda essa funcionalidade no formato de notebook, basta adquirir o lapdock por cerca de R$ 700. O conceito é basicamente o mesmo da outra docking station, porém nesse caso, a tela, touchpad e teclado estão integrados numa única peça e ainda existem portas USB, para conexão de periféricos externos.
Página 1/4
<< < 1 2 3 4 > >>
Últimas notícias
Ver todas