Embed Apagar a luz Acender a luz Publicado em 24/07/2011 às 15h45
Copie e cole o código abaixo para compartilhar ou incorporar o vídeo.
<iframe src="http://olhardigital.uol.com.br/embed/quer_parar_de_fumar_esse_software_e_um_otimo_aliado/19551" frameborder="no" scrolling="no" width="460" height="290"></iframe>
FECHAR

Quer parar de fumar? Esse software é um ótimo aliado

  • Saúde
  • Software
  • Tecnologia
Vídeos relacionados
Ver todos


E são muitas as histórias como a de Adriano. Só no Brasil existem cerca de 25 milhões de fumantes! Segundo o IBGE, mais da metade dessas pessoas planeja deixar o cigarro. A Organização Mundial da Saúde diz que o tabagismo é a primeira causa "evitável" de morte.

Agora uma boa notícia. Essa guerra contra o tabagismo acaba de ganhar uma nova ferramenta. Um software, desenvolvido por uma cardiologista brasileira, promete ser um bom aliado para quem quer escapar do cigarro. A idéia do PAF – Programa de Assistência ao Fumante – é possibilitar tratamentos mais individualizados e, por isso mesmo, mais eficazes para cada fumante.

Jaqueline Scholz Issa, cardiologista e desenvolvedora do software, diz que ela pode ser uma ferramenta para que os médicos atendam os tabagistas de uma forma bem estruturada e que o paciente possa ser bem assistido na medida em que o médico tem informações preciosas que vão ajudá-lo na dinâmica com aquele paciente em especial.

O tabagismo como dependência química é uma doença relativamente nova; só de uns vinte anos para cá, ele passou a ser entendido assim. A doutora Jaqueline tem 18 anos de experiência no assunto: já tratou mais de 5 mil pacientes e continua atendendo entre 30 e 40 fumantes por semana em seu consultório.

"O conceito é novo. Usar a ferramenta para o médico é um instrumental importante, porque muitos médicos não aprenderam a tratar o tabagismo. Por ser uma doença nova, ele não aprendeu a abordar o fumante. Então a ferramenta ajuda até como um instrumento para uma abordagem adequada para ele que, muitas vezes, não tem uma experiencia como a nossa, de tratar fumantes todos os dias", completa Jaqueline.

Mais do que ensinar, o programa também ajuda o profissional no acompanhamento do tratamento, gerando gráficos e relatórios que indicam a evolução do paciente. O PAF disponibiliza ainda duas novas escalas desenvolvidas pela cardiologista: uma para medir o grau de dependência da nicotina e outra para avaliar o desconforto causado pela ausência do cigarro. Para ela, parar de fumar não pode ser algo assim "tão doloroso".

"Em tempos de restrição, de lei antifumo, dessa restrição social que tem o tabaco, apareceu um novo tipo de fumante. É o fumante que fuma poucos cigarros mas nem por isso tem uma dependência menor", declarou a cardiologista.

Esse novo tipo de fumante surge em capitais como São Paulo e Nova York, por exemplo, onde a restrição ao cigarro em locais públicos e fechados é cada vez maior. De olho nesses novos fumantes, o PAF, em vez de se basear no número de cigarros consumidos por dia, leva em conta o tipo de "recompensa" que o tabagista busca no vício. Quem fuma, geralmente associa o consumo de cigarro a prazer, melhora do humor e aumento da concentração.

Jaqueline também diz que todo médico que usar essa ferramenta terá uma noção plena de quantos pacientes ele está tratando e qual está sendo a taxa de sucesso. Com isso, ele vai apurando a sua técnica, sua metodologia e sua forma de abordar, para que tenha resultados bem satisfatórios para o paciente.

O tratamento de Adriano já está sendo feito com a ajuda do novo software. E ele está confiante na cura. Ele, agora, está assumindo a ideia de melhorar sua qualidade de vida e sua condição física.

Se você também quer parar de fumar ou até ajudar algum conhecido a largar esse vício, acesse o link acima. Na nossa página você vai descobrir uma maneira de utilizar o envio de SMS para ajudar na luta contra o tabagismo. Tem também o cigarro eletrônico: outra arma tecnológica para quem quer largar o vício. Acesse e confira!

Página 1/4
<< < 1 2 3 4 > >>
Últimas notícias
Ver todas