Embed Apagar a luz Acender a luz Publicado em 25/07/2010 às 15h45
Copie e cole o código abaixo para compartilhar ou incorporar o vídeo.
<iframe src="http://olhardigital.uol.com.br/embed/roteadores-padrao-n-testamos-varios-modelos.-veja-os-pontos-positivos-e-negativos-de-cada-um/13019" frameborder="no" scrolling="no" width="460" height="290"></iframe>
FECHAR

Roteadores padrão N: Testamos vários modelos. Veja os pontos positivos e negativos de cada um

  • Roteadores
  • Wi-Fi


Post de blog parceiro




Neste Laboratório Digital, solicitamos aos fabricantes que nos enviassem roteadores do tipo 802.11n para testes. Como os modelos enviados foram das mais variadas categorias, fizemos uma avaliação individual de cada um deles para testar suas características, vantagens e desvantagens. Confiram agora quais os prós e contras de cada modelo enviado e como podem ser utilizados dentro de diferentes necessidades de uso: doméstico, para seu escritório ou empresa.

A pergunta a ser respondida neste Laboratório é:

Quero comprar um notebook. Quais os fatores principais que devemos levar em consideração na hora de escolher um roteador com tecnologia 802.11n e quais as diferentes famílias de roteadores para cada aplicação específica ?

Para a realização desse trabalho entramos no site dos fabricantes para entender quais as utilizações indicadas para cada roteador enviado. Verificamos que essa classificação de uso, no caso de alguns fabricantes, é mais uma questão de marketing e qualidade do catálogo de produtos do que recursos técnicos e especialização. Verificamos que quanto maior o fabricante e melhor a qualidade do catálogo de produtos, mais opções de alta performance são disponibilizadas como uso residencial, mas é um critério importante, porque questões como segurança podem se diferenciar, mesmo que o dispositivo tenha uma performance expressiva.

Dentro dos modelos analisados temos as seguintes características de indicação:

[ Intelbras ] WRN140

A fabricante oferece um modelo para cada velocidade e o modelo testado foi o único do tipo 802.11n de 150Mbps, contra os 300 Mpbs mais comum de ser encontrado nas lojas, mas que está ganhando espaço, pela compatibilidade com o padrão mais recente e custos mais baixos.  

[ D-Link ] DIR-615

Destacado na seção de Home Express Solutions, é indicado como solução sem fio para compartilhar Internet em residências. Confira o desempenho do modelo mais simples da linha Wireless Router 11N da fabricante.

[ Linksys ] WRT120N

A Linksys já tem por concepção a oferta de soluções para uso doméstico e escritórios pequenos. O WRT120N é oferecido como o roteador mais simples do tipo 802.11n e tem o apelo de Roteador Residencial.

[ TPLink ] TL-WR941ND

Um dos melhores modelos oferecidos pela fabricante na linha Wireless N Router e indicado para uso doméstico e para pequenos escritórios e empresas. 

[ NetGear ] WNDR3700

No site da fabricante nos surpreendeu ver que o N600 Wireless Dual Band Gigabit Router está indicado para utilização em ambiente residencial que precisem de alta performance, como muitos PCs e dispositivos em rede, muito tráfego de dados e voz, além de ser indicado para jogadores online. Porém, se verificarmos as especificações deste roteador, verificaremos que pode ser utilizado em qualquer pequena empresa nacional com performance excelente. 

3. Modelos Testados

A seguir, a lista de modelos testados e seus respectivos fabricantes:

Intelbras 
WRN140
 
D-Link 
DIR-615
 
Linksys
WRT120N
 
TP-Link 
TL-WR941ND
 
Netgear 

WNDR3700

Roadmap dos testes executados

Configuração - Interface

Neste quesito analisamos as configurações pré-definidas de fábrica, o idioma do software de configuração, as opções básicas de utilização, o software de configuração de maneira geral. Como os equipamentos possuem perfis muito diferentes, não analisamos aqui os softwares de configuração através de wizards e também não entrou nesta análise os aplicativos adicionais oferecidos por cada modelo. Verificamos a facilidade da interface padrão de configuração acessada via browser.

Transmissão

Nesse item analisamos a taxa de transmissão mais estável do roteador. Todos apresentam variações durante os testes, como critério, analisamos a taxa mais estável do mesmo, normalmente, a taxa de início dos trabalhos. Também pegamos um arquivo simples de aproximadamente 240Mb e fizemos um teste de upload e download do arquivo, medindo o tempo que levou para copiar e enviar o arquivo através da conexão wireless. Alguns usuários não saberiam diferenciar na prática a taxa de download e upload, por isso, escolhemos o critério tempo para facilitar o entendimento da análise.

Cobertura do Sinal

Um dos fatores mais importantes para um roteador é sua área de cobertura e qualidade do sinal. Todos foram avaliados com relação à qualidade do sinal através de fatores técnicos, como banda de rádio, freqüência do canal, potência de transmissão e da antena, entre outros. Porém, o teste que melhor demonstrou a qualidade da área de cobertura e do sinal foi através da utilização de um software especializado em site survey (avaliação de campo) para redes wireless. Neste aplicativo, é possível após uma análise de toda a área, termos de maneira visual a real noção de como está a qualidade do sinal em cada ambiente da sua residência, escritório ou empresa. O software utilizado é o Ekahau HeatMapper.

Gerais

Como a intenção deste laboratório é testar a qualidade de cada equipamento, e não fazer comparativos devido as características dos dispositivos testados serem muito diferentes, todos os testes foram executados sem nenhum tipo de criptografia e segurança, para evitar perdas durante os testes. Porém, os itens como funções do aplicativo, facilidade de atualização, portas adicionais, recursos adicionais, memória, processador, etc. foram somadas para uma nota única e geral sobre esses recursos adicionais. Mesmo tendo testado cada um dos itens individuais de cada equipamento, levaria muito tempo apontarmos os detalhes de cada recurso.

Custo x Benefício

Neste item lembramos que o objetivo não é um comparativo de melhor opção de compra, mas daremos uma pontuação de custo x benefício de cada equipamento tomando por base a linha de preços de um concorrente compatível de mercado.

Avaliação Individual

Intelbras
WRN140
Este equipamento tem um software de configuração em português, de fácil configuração e com os recursos básicos de um roteador wireless. Possui apenas uma antena e só vai até 150Mbps, pouco mais do que os 108Mbs da tecnologia anterior, mas com maior alcance e já dentro dos padrões atuais. É um equipamento pequeno com uma antena que acaba chamando atenção proporcionalmente. Em contrapartida, o WRN140 deixa a desejar para redes que necessitam de um equipamento com boa cobertura de sinal e bom desempenho, não se saindo bem nos quesitos de performance e desempenho.
Mesmo com preço mais acessível, a avaliação geral de performance mostra que o custo x benefício do equipamento o torna uma opção não recomendada.

D-Link 
DIR-615
Apesar do software ser em inglês e não ser dos mais fáceis de ser configurado, trata-se de um roteador completo, com todos os principais recursos de criptografia e conexão com a Internet. Foi o segundo melhor do teste em desempenho, tendo boa velocidade de comunicação e transferência de dados, e fica dentro da média na questão de cobertura do sinal.
O bom desempenho, boas ferramentas, cobertura na média e custo baixo, garantem ao D-Link DIR-615 a segunda melhor opção em custo x benefício.

Linksys
WRT120N
O Linksys WRT120N saiu-se muito bem com sua suíte de software em português, bons recursos adicionais e cobertura do sinal dentro da média. Também é completo nos quesitos de segurança, conexão com a Internet, opções de compartilhamento de link, controle de banda, entre outros itens que praticamente viraram commodities em todos os dispositivos testados.
Contudo, o desempenho do WRT120N deixou a desejar. Baixa taxa de comunicação e tempo de download e upload baixos para o que se espera da tecnologia 802.11n.

 
TP-Link 
TL-WR941ND
O roteador da TP-Link tem ótimo desempenho e cobertura de sinal, também é completo nas questões de opções de configuração e recursos de segurança, atendendo ao que se espera de um roteador 802.11n para uso doméstico, em escritórios e até em uma pequena empresa. 
Porém, o dispositivo perde muitos pontos para quem não entende o inglês e não tem conhecimentos mínimos de configuração de um equipamento como este. Também não ajuda o custo x benefício se comparado com o D-Link, por exemplo, que oferece desempenho aproximado por praticamente metade do preço. 
É uma boa opção para pequenas empresas porque traz alguns recursos adicionais de configurações e segurança, mas terão de desembolsar mais para sair da linha de roteadores domésticos e ter um pouco mais de desempenho. 

Netgear 
WNDR3700
O aparelho da Netgear é de longe o mais completo. Trabalha com duas faixas de 2.4Ghz e 5Ghz, possui portas gigabits, antenas internas garantem a melhor qualidade e desempenho mantendo um design inovador, software completo multi-idioma, que aceita o português e já faz todas as atualizações necessárias automaticamente pela Internet. Intuitivo e de fácil instalação, ainda foi o único roteador a trabalhar a 300Mbps (com 5Ghz) e que possui entrada USB para compartilhamento de arquivos com a rede. Pode trabalhar simultaneamente com as redes de 2.4Ghz e 5Ghz e tem bom desempenho em modo Mixed.
Fica claro que uma maior freqüência de trabalho (5Ghz) garantem ao roteador o melhor desempenho e qualidade do sinal, mas é importante salientar que essa qualidade de sinal só vale para ambientes com poucos obstáculos e interferências. Com a faixa de 5G este Netgear ganha nota máxima em cobertura de sinal no mesmo piso, porém, fica com nota mínima em cobertura de sinal em um piso diferente. A laje do ambiente de testes comprova a susceptibilidade deste tipo de sinal a interferências.
Porém, como este roteador trabalha nas duas freqüências, garante uma boa proteção do investimento, se adaptando melhor a qualquer ambiente. 
Tem controles específicos para jogos, e também possui facilidades para trabalhar Voz e Vídeo protegendo o link de navegação na Internet.
O ponto negativo para o Netgear WNDR3700 fica apenas no preço, o que o inviabiliza para uma boa parcela de possíveis clientes.

Conclusão

Notamos que praticamente todos os dispositivos oferecem boas opções de administração do ambiente, segurança de dados, facilidades de utilização, softwares de configurações automatizados, botões inteligentes para wizards, e demais recursos básicos que eram diferenciais competitivos na tecnologia 802.11g.

Como a ideia não é um comparativo direto entre os modelos testados, tivemos de contabilizar apenas os itens realmente mais importantes para se utilizar um roteador wireless n em casa, no escritório ou na pequena empresa. Itens como o do Netgear que possui todas as portas Gigabit, entrada USB para compartilhamento de arquivos, entre outros, ganhariam muito mais peso se o foco da análise fosse técnico e não a aplicação dos recursos no ambiente.
Utilizamos o item custo x benefício entendendo que para a utilização em 80% dos casos em que vemos aplicados os roteadores wireless, dentro do nosso público-alvo, o gasto excedente para recursos com os citados não trariam benefícios tão maiores aos ambientes dos compradores deste público-alvo analisado.

Como conclusão, temos o Netgear WNDR3700 como melhor do teste, lembrando que deve-se fazer o site survey para saber se a opção de 5Ghz é a mais indicada. O melhor custo x benefício para aplicações mais simples ficou com o roteador da D-Link, o DIR-615. O TP-Link fica como uma alternativa viável para quem pagar um pouco mais por um pouco mais de performance e qualidade de sinal, além de alguns itens adicionais de segurança.
Últimas notícias
Ver todas