Embed Apagar a luz Acender a luz Publicado em 01/04/2012 às 15h45
Copie e cole o código abaixo para compartilhar ou incorporar o vídeo.
<iframe src="http://olhardigital.uol.com.br/embed/smartphones-multichip,-um-novo-modo-de-economizar-na-sua-conta-telefonica/25226" frameborder="no" scrolling="no" width="460" height="290"></iframe>
FECHAR

Smartphones multichip, um novo modo de economizar na sua conta telefônica

  • Celulares
  • Chip
  • Dinheiro
  • Economia
Vídeos relacionados
Ver todos


A ideia era ter cartões de operadoras diferentes para optar quando usar uma ou outra e, assim, economizar com tarifas reduzidas, chamadas gratuitas e outras ofertas.

Fernanda Camargo é gerente de produtos da Nokia e explica que, "hoje, o consumidor está muito atento à economia". Ela explica que os usuários não usam mais apenas uma operadora, eles usam mais de uma, sabendo exatamente quando pode mandar mensagens por uma, entrar na internet por outra, falar no fim de semana ou de madrugada usando uma terceira operadora: "Ele faz as contas melhor do que muita gente, sabendo o quanto ele pode gastar", explica.

Luís Pássaro, gerente de produtos da Motorola diz que o consumidor, no exemplo mais comum, busca uma linha pessoal e uma corpotativa, assim como duas linhas pessoais.

Juliana faz parte desse time e concorda: "os planos das operadoras de telefonia móvel são um tanto complicados de se entender. Mas se você prestar atenção em alguns pontos-chave e souber exatamente o que quer, aí a história é outra..."

Ela ainda diz que há planos que você paga por ligação e outros que você paga por minuto. "Então, se você for ligar só para falar um 'Oi', você não usa a operadora que te cobra por ligação e sim a que faz essa cobrança pelos minutos usados", diz. Ela ainda explica que "você tem que saber usar e entender um pouco, além de saber para quem você está ligando, porque para ligações dentro de uma mesma operadora, as taxas são bem reduzidas e às vezes nem cobram nada".

Com o novo aparelho multichip, Juliana gasta cerca de R$52 por mês com seus dois chips pré-pagos. E olha que ela gosta bastante de bater um papo e trocar mensagens de texto com o marido e os amigos. Mas agora que já aprendeu a artimanha dos multichips e viu resultados...

"Meu celular é de dois chips, se existisse um com 4, eu usaria", diz. A jovem explica que, mesmo que saia um pouco mais caro para manter os chips habilitados, a vantagem está em você conseguir estar sempre com sinal ou até pegar tarifas melhores nas ligações.

E parece que muita gente está entrando nessa mesma onda dos celulares multichip. Alguns oferecem até uma função extra: a troca rápida de chips. Com essa facilidade, o usuário não precisa desligar o aparelho e retirar a bateria toda vez que quiser usar outro cartão. As fabricantes de celular estão de olho nesse pessoal.

O mundo celular não para. Especialmente na área dos smartphones. Na semana passada, fizemos um comparativo com três dos principais smartphones entre os mais baratos. Acesse agora o link que está junto dessa matéria e confira como foi essa disputa.
Últimas notícias
Ver todas