Testamos: Xperia XA Ultra é um celular gigante para quem valoriza selfies

O Xperia XA ganhou uma versão Ultra com tela de 6 polegadas e resolução Full HD. O novo smartphone da Sony chega ao mercado prometendo ser especialista em selfies.

A câmera frontal é o grande destaque do telefone. Ela conta com 16 megapixels e possui recurso de flash e acionamento por gestos. Basta dar um tchauzinho para o celular para registrar a selfie. O aparelho conta com um sensor grande na sua parte frontal que valoriza as imagens e ainda por cima conta com estabilização óptica, que deve reduzir o impacto da tremida de mão nas imagens.

Já a câmera traseira tem 21,5 megapixels e também não decepciona os fotógrafos de plantão, mas não tem o mesmo impacto em comparação com as câmeras traseiras de outros aparelhos. A câmera frontal do Xperia XA Ultra chega a ser melhor que a traseira, ao contrário do resto do mercado.

Em termos de design, o smartphone da Sony se assemelha bastante com outros celulares da própria fabricante. A tela de 6 polegadas cobre praticamente toda a borda lateral, o que é ótimo para quem adora ver vídeos e jogar no smartphone.

No entanto, um aparelho grande nem sempre é prático. Guardá-lo no bolso é desafio, assim como manuseá-lo com somente uma mão. Sabendo do problema, a Sony decidiu incluir um recurso para possibilitar que o usuário diminua a tela do aparelho com um simples toque.

A bateria não é das melhores e tem apenas 2.700 miliamperes-hora (mAh), o que é bem pouco especialmente considerando o tamanho do celular. Para efeito comparação, Xperia Z5, também da Sony, conta com 2.900 miliamperes-hora (mAh) e o Galaxy S7, da Samsung, tem 3.000 miliamperes-hora (mAh).

No quesito potência, o Xperia XA Ultra vem equipado com processador octa-core da MediaTek, que, apesar do grande número de núcleos, é um chip com desempenho intermediário, com 3 GB de memória RAM. Ele tem espaço interno de apenas 16 GB, mas que pode ser expandido para até 200 GB com o uso de cartão microSD, o que é bastante recomendável.

Contudo, o aparelho realmente deixa a desejar em relação aos acessórios. A Sony optou por não incluir na caixa o carregador com a função Quick Charge, que carrega 50% da bateria do celular em 10 minutos, nem fone de ouvido. Assim, há quem diga que o Xperia XA Ultra é vendido incompleto.

A conclusão que fica é que a Sony coloca no mercado um telefone voltado para quem ama tirar fotos, faz questão de uma tela imensa e pode bancar o preço de 2 mil e quatrocentos reais. Quem não se encaixa nesse perfil pode preferir outras opções do mercado.



RECOMENDADO PARA VOCÊ