Embed Apagar a luz Acender a luz Publicado em 23/09/2012 às 15h45
Copie e cole o código abaixo para compartilhar ou incorporar o vídeo.
<iframe src="http://olhardigital.uol.com.br/embed/varejo-do-futuro/29265" frameborder="no" scrolling="no" width="460" height="290"></iframe>
FECHAR

Varejo do futuro

  • Dinheiro
  • Mobilidade
  • Tecnologia
Vídeos relacionados
Ver todos


As lojas de varejo vão ganhar várias novidades em breve. São aparelhos da era digital que prometem revolucionar o jeito que todos fazemos compras. Confira alguns exemplos do que vem por aí.

Novas experiências estão prestes a fazer parte do nosso dia-a-dia. Soluções tecnológicas prometem transformar o varejo em algo ainda mais atrativo; será que isso é mesmo possível? Nós fomos conhecer um espaço cheio de soluções interessantes que devem facilitar nossas vidas no futuro e até acabar com a coisa mais chata na hora de comprar: as filas!

No chamado “Varejo do Futuro”, a primeira novidade está no depósito. Através de um dispositivo móvel e um headset, o funcionário recebe – em áudio – a informação de onde está determinado produto. O sistema inteligente também identifica a voz do usuário para prosseguir com os comandos.

Outra experiência inédita no varejo é a auto-compra. Basta informar o CPF ou número de fidelidade na tela sensível ao toque, para o cliente liberar o equipamento e fazer a leitura dos códigos de barra dos produtos que deseja comprar. No final, basta informar o número de identificação no caixa para efetuar o pagamento. A logística fica a cargo do estabelecimento, que pode entregar a compra na casa do cliente ou preparar tudo enquanto ele finaliza suas compras.

Todos os dispositivos do “Varejo do Futuro” se comunicam entre si e também com o sistema central de gerenciamento através da tecnologia Wi-Fi; nada muito novo para quem está acostumado a usar internet em dispositivos sem fio. O diferente aqui são as aplicações de uma tecnologia tão difundida hoje em dia.

Em uma loja de móveis, por exemplo, o vendedor poderia – com um tablet – mostrar o catálogo virtual de produtos, checar estoque e até concluir a venda. No final, um comprovante é impresso para que o pagamento seja efetuado no caixa. Como tudo é conectado, ao concluir a venda, o depósito automaticamente recebe a informação e separa o produto para que o cliente possa retirar na hora do pagamento. Fácil, prático e rápido.

O sistema de identificação por radiofrequência também deve trazer facilidade para os consumidores. Na prateleira de roupas, peças específicas podem ser facilmente encontradas através da sua etiqueta. O mesmo equipamento auxilia o lojista a realizar um inventário instantâneo de toda uma seção; basta passar o leitor RF no local para que ele conte quantas peças existem ali. Repare na velocidade com que as roupas são identificadas.

Depois de escolher a peça, ao entrar no provador, outra antena de RFiD identifica a roupa escolhida e sugere combinações ao cliente. Caso se interesse, basta usar a tela sensível ao toque para que um vendedor lhe traga o produto. Os funcionários podem tanto receber a informação através de um SMS ou ainda neste aparelho; mais uma vez, por Wi-Fi.

O mesmo dispositivo que informa o vendedor sobre um novo pedido do cliente, também lê códigos de barras e se comunica com o estoque em tempo real. Com esta solução fica fácil gerenciar a loja e alertar o depósito caso algum produto esteja prestes a acabar. Em outro tablet, o gestor do estabelecimento acompanha a situação das prateleiras e caixas também em tempo real. E caso verifique que as filas começam a incomodar, coloca em prática a ação “papa fila”.

Para dar agilizado ao processo de pagamento, um funcionário pode abordar o cliente que aguarda na fila, fazer a leitura dos produtos e imprimir um voucher com valor total para pagamento. Por fim, também para agilizar as filas, nada mais de leitura um a um dos produtos. Com antenas de RFiD embutidas nas etiquetas, o caixa passa todas as mercadorias de uma só vez.

Todas essas novidades têm dois propósitos: do lado das lojas, claro, vender mais; do nosso lado, clientes, melhorar a experiência na hora da compra. A questão é que essas soluções requerem certo investimento; talvez ainda um pouco alto demais para que sejam adotadas em larga escala pelo varejo. Mas o futuro é promissor e mais rápido.

Se você quiser conhecer também soluções de pagamento para o futuro, acesse o link acima você encontra uma matéria que mostra como nossa carteira, cartões e até dinheiro devem ser substituídos por tecnologias presentes em dispositivos móveis. Já pensou? Combinando tudo isso, teremos um futuro de verdade, com uma experiência cada vez mais prazerosa e, provavelmente, gastando mais.

Últimas notícias
Ver todas