Netflix aumenta preços no Brasil e lança novo plano básico

O serviço de streaming de vídeos Netflix fica mais caro no mundo todo a partir de hoje, apenas para os novos assinantes. No Brasil, o preço para quem quiser contratar a plataforma, que funciona como uma locadora online, passa de R$ 16,90 para R$ 19,90 mensais. Os assinantes antigos, entretanto, só terão o valor ajustado em junho de 2015.

A empresa também inaugurou um novo plano, que será o mais barato a partir de agora. Os usuários podem pagar R$ 17,90 mensais por uma assinatura que garante acesso a conteúdo em definição padrão (sem ser HD). Este plano também limita a reprodução do material em apenas uma tela.

A assinatura que hoje passa a custar R$ 19,90 possibilita a reprodução em HD dos vídeos em duas telas ao mesmo tempo. Há ainda a opção de assinar o plano de R$ 26,90, que permite o acesso em quatro dispositivos simultaneamente.

Nos EUA, o plano passa de US$ 7,99 para US$ 8,99 (de R$ 17,73 para R$ 19,94); na Inglaterra, de £5,99 para £6,99 (de R$ 22,30 para  R$ 26,12). O resto da Europa terá aumento de €7,99 para €8,99 (de R$ 24,46 para R$ 27,52).

Segundo o Netflix, o reajuste é necessário para melhorar a infraestrutura e investir na aquisição de filmes e produção de séries próprias, como "House of Cards" e "Orange is the New Black". É bem possível, no entanto, que o reajuste global tenha a ver com os acordos que a empresa tem sido obrigada a fazer com provedores de internet nos Estados Unidos para garantir que seu conteúdo chegará com velocidade suficiente aos seus clientes.







RECOMENDADO PARA VOCÊ