Apple perdeu mais da metade dos consumidores no Brasil em um ano

O ano de 2016 não foi excelente para o iPhone. Apesar de a Apple continuar faturando quantias gigantescas e lucrando mais que qualquer outra fabricante de celular, o ano foi marcado pela primeira queda em vendas da história do smartphone. Uma parte disso, provavelmente, pode ser atribuída ao Brasil.

De acordo com a consultoria Counterpoint, a empresa viu sua participação no mercado nacional cair bruscamente. O iPhone, que em 2015 correspondia a 8,3% dos celulares vendidos, passou a representar apenas 3,8%, totalizando uma queda superior a 50%.

Reprodução

A queda brusca tem um culpado claro, na visão da Counterpoint: a crise nacional. Como a população tem menos dinheiro para gastar, os celulares mais caros como o da Apple perderam mercado. Ao mesmo tempo, cresceram as companhias que oferecem celulares mais baratos.

Neste sentido, aparecem como vencedoras a Samsung, que tem feito grande sucesso com a linha Galaxy J e viu sua participação já grande subir de 40% para 46,7%, e a surpreendente Alcatel, que subiu de 3,6% para 5,5%. Enquanto isso, a Motorola se manteve estável e a LG passou por queda.

Via Folha de S. Paulo





RECOMENDADO PARA VOCÊ