Moto G4 está mais caro do que o Moto G5 no Brasil

Quando um celular novo chega ao mercado, a geração anterior do aparelho tem seu preço reduzido. É uma regra velada do mercado de eletrônicos como um todo, e que geralmente é muito bem aproveitada pelo consumidor que não faz questão de ter sempre a última novidade.

Com a chegada do Moto G5 e do G5 Plus, era de se esperar que a Motorola adotasse uma prática similar com o Moto G4. No entanto, o que se vê neste momento é uma confusão entre os preços das famílias G4 e G5.

O Moto G5 chegou ao Brasil custando R$ 1.000 e o G5 Plus foi lançado por R$ 1.500. Enquanto isso, o Moto G4 custa R$ 1.200, segundo o site da Motorola, e o G4 Plus é vendido por R$ 1.300 (ambos em caráter promocional), de acordo com a loja da empresa. O preço no varejo depende das lojas, mas uma pesquisa rápida mostra que elas também não fizeram ajustes de valores.

O detalhe mais interessante que você pode extrair do parágrafo anterior é que, neste momento, o Moto G4 está custando mais caro do que o Moto G5, o que vai completamente contra qualquer lógica do mercado.

Há uma possível justificativa para o esquema bastante peculiar de preços da Motorola. O novo Moto G traz um processador Snapdragon 430, contra um chipset Snapdragon 617 do aparelho da geração passada. Apesar do mesmo nome, a nova geração deve ter um desempenho mais modesto do que o aparelho de 2016. Além disso, a tela do G5 é de apenas 5,2 polegadas, contra 5,5 polegadas do G4.

Isso dito, também existe a possibilidade de que a Motorola tenha decidido não reajustar preços imediatamente e os valores serão reduzidos em outro momento. O Olhar Digital contatou a Motorola para verificar se havia algum plano de reduzir preços da geração 2016 do Moto G, mas a empresa preferiu não emitir um comentário sobre o tema.





RECOMENDADO PARA VOCÊ