Galaxy S8 ou iPhone 7 Plus: qual é o melhor celular do momento?

O Galaxy S8 chegou ao Brasil e a comparação com o iPhone é sempre inevitável. Os dois aparelhos formam um novo capítulo da rivalidade entre Apple e Samsung, mas qual dos dois é melhor?

Para o comparativo, levamos em consideração o iPhone 7 Plus contra o Galaxy S8, que tem praticamente todas as configurações idênticas às do Galaxy S8 Plus e preço mais próximo ao top de linha da Apple.  Vamos analisar ponto a ponto as características de cada um deles para descobrir qual é o melhor:

Tela

O display é o principal destaque do Galaxy S8. A “tela infinita”, como descreve a Samsung, cobre quase toda a parte frontal do celular com uma proporção peculiar de 18,5 por 9 e resolução de 2960 por 1440 pixels em um painel AMOLED de 5,8 polegadas. Enquanto isso, o iPhone 7 Plus ainda tem uma tela LCD de 1920 por 1080 pixels em um formato tradicional de 16 por 9.

Esse é um ponto fraco histórico do iPhone em relação aos seus rivais Android. Por muitos anos, a empresa apostou em resoluções abaixo do 720p, apostando que a densidade de pixels era suficiente, enquanto as concorrentes avançavam e já beiravam o 2K antes que a Apple avançasse para o 1080p. A tecnologia AMOLED também traz vantagens significativas sobre o LCD.

O Galaxy S8 leva vantagem em relação à tela do iPhone.

Câmera

O Galaxy S7 tinha uma das melhores câmeras do mercado na época do lançamento, o que explica a decisão da Samsung de não fazer grandes alterações no Galaxy S8, com algumas leves melhorias em estabilização e capacidade de compensar ambientes escuros. Enquanto isso, o iPhone 7 Plus traz duas lentes traseiras, que possibilitam o uso de zoom óptico de até duas vezes e a aplicação do efeito retrato, que destaca o objeto do plano de fundo.

No fim das contas, ambas as câmeras são excelentes e empatam.

Design

A Samsung teve uma grande preocupação com o design do Galaxy S8, aplicando tela curva, bordas mínimas e um corpo todo de vidro que tem grande apelo estético. Isso dá ao celular uma tela gigante e um corpo pequeno. Ao mesmo tempo, há a desvantagem de que o vidro passa uma sensação de fragilidade e ainda fica marcado com impressões digitais, o que estimula o usuário a esconder a beleza do aparelho atrás de uma capinha.

Enquanto isso, o iPhone 7 Plus tem um visual mais clássico e simples, que não esconde suas bordas, mas possui uma diversidade maior de materiais que não são marcados com tanta facilidade. É importante notar que a versão Jet Black do aparelho conta com o mesmo ponto fraco de ser marcado com facilidade.

Então, o Galaxy S8 se destaca visualmente, mas o iPhone 7 Plus também tem suas vantagens.

Desempenho

São dois dos celulares mais poderosos do momento, e os testes de benchmark mostram a capacidade de ambos. O Exynos 8895 do Galaxy supera o A10 Fusion do iPhone em processamento com múltiplos núcleos; por outro lado, o celular da Apple alcança resultados melhores com um único núcleo. Em termos gráficos, os smartphones também têm resultados próximos.

É sempre importante lembrar que de um lado temos o iOS, e do outro temos o Android, que trazem algumas características distintas em questão de desempenho. O iOS consegue fazer mais com teoricamente menos hardware por uma questão de otimização; afinal de contas, todos os aplicativos são feitos para rodar perfeitamente no iPhone mais recente. Assim, mesmo que o iPhone 7 Plus tenha só 3 GB de RAM contra os 4 GB do Galaxy S8, é difícil atestar qualquer vantagem para um ou outro.

Assim, os dois celulares apresentam muitas similaridades e empatam neste quesito.

Bateria

Uma das missões do Galaxy S8 era simples: não explodir igual ao Galaxy Note 7. Para isso, a Samsung tomou algumas precauções, e uma delas foi não forçar o aumento do tamanho da bateria. Com isso, o Galaxy S8 tem uma bateria igual à do S7 em miliamperes-hora, com 3.000 mAh (e a do S8+ é até menor que a do S7 Edge). No entanto, graças ao novo chipset que usa um processo de 10 nanômetros, o aparelho consegue fazer mais com a mesma quantidade de bateria graças à maior eficiência. No entanto, nos nossos testes, o aparelho alcançava normalmente cerca de 12 horas de uso antes de pedir uma nova recarga.

Já o iPhone 7 Plus tem uma bateria um pouco menor, de apenas 2.900 mAh, mas não é nada que chegue a fazer grande diferença em termos de tempo de uso antes de uma nova recarga. Quando testamos o aparelho na época de seu lançamento, também alcançamos normalmente a marca de 12 horas de uso normalmente.

Ou seja: se em termos de especificações puras, o Galaxy S8 leva uma vantagem mínima, na prática, a diferença é praticamente nula.

Outras diferenças

O Galaxy S8 tem uma vantagem interessante em comparação ao iPhone 7 Plus, que é a entrada de fone de ouvido convencional, enquanto o celular da Apple só tem uma porta Lightning. Para quem tem o hábito de ouvir música enquanto carrega o celular, o aparelho da Samsung é melhor. Sem falar no efeito estético. O usuário do iPhone 7 Plus que quiser usar um fone de ouvido convencional precisa plugá-lo em um adaptador.

Outro ponto positivo do Galaxy S8 em comparação é a capacidade de recarga sem fio. O recurso faria todo o sentido do mundo no iPhone 7, já que a Apple está apostando na “revolução” sem fio, mas infelizmente esse é um recurso que só deveremos ver na próxima geração do aparelho.

Já o iPhone 7 sai na frente com a posição do seu leitor de impressões digitais. O TouchID está em um local intuitivo, enquanto o Galaxy S8 coloca o sensor biométrico ao lado da câmera traseira. Frequentemente, o usuário acaba colocando o dedo na lente ao tentar destravar o aparelho, o que pode borrar a câmera.

Preço

O Galaxy S8 é só um pouco mais barato do que o iPhone 7 Plus. Enquanto o celular da Samsung custa 4 mil reais, o smartphone da Apple tem um preço sugerido de 4 mil e 100 reais em sua versão mais básica de 32 gigabytes de armazenamento, enquanto o S8 oferece 64 gigabytes.

Conclusão

Guardadas as devidas diferenças, já que um é Android e outro é iOS, o Galaxy S8 e o iPhone 7 Plus estão em pé de igualdade em muitos aspectos: o preço é parecido, o desempenho é similar e as câmeras são de alto nível. Mas, o Galaxy S8 leva vantagem com sua tela infinita de alta resolução contra o painel Full HD do iPhone e também em seu design impecável, que está à frente não só do celular da Apple mas de qualquer outro aparelho no mercado.

O Galaxy S8 também traz alguns recursos interessantes que não existem no iPhone como o leitor de íris, carregamento sem fio, suporte a realidade virtual com o Gear VR e a capacidade de ser usado como desktop com o dock especial DeX. Nenhum dos recursos é fundamental, mas podem fazer a diferença para públicos específicos.





RECOMENDADO PARA VOCÊ