Justiça decide que Kim Dotcom pode ser extraditado para os Estados Unidos

Más notícias para Kim Dotcom, um dos fundadores do Megaupload. Nesta semana, a Justiça da Nova Zelândia negou a apelação do réu e reiterou que ele pode ser extraditado para os Estados Unidos, onde deve responder por crimes de direitos autorais.

Em dezembro de 2015, a Justiça do país havia decidido positivamente sobre a extradição junto aos outros fundadores do site, Mathias Ortmann, Bram van der Kolk e Finn Batato. 

Nos Estados Unidos, Dotcom é acusado de enriquecer ao violar direitos autorais, já que o site, fechado em 2012, era uma das maiores fontes de downloads de filmes e músicas.

A defesa de Dotcom informou que deseja apelar novamente.





RECOMENDADO PARA VOCÊ