Versão 'light' do Windows 10 deve ser revelada em maio

Uma nova versão do Windows está a caminho. Especulado há alguns meses e praticamente confirmado com o vazamento de algumas cópias, o Windows Cloud deve ser apresentado em maio deste ano, visando alcançar computadores mais baratos para competir com os Chromebooks.

Segundo o ZDNet, a Microsoft tem planos de realizar um evento em maio, no qual deverá falar sobre novos Surfaces, mas com destaque para o Windows Cloud. Tanto é que o codinome do evento usado internamente é “Bespin”, em uma referência ao planeta que abrigava a Cidade das Nuvens na franquia “Star Wars”.

Mas, afinal de contas, o que é o Windows Cloud? Ele não tem nada a ver com a computação em nuvem, apesar do nome. O novo sistema operacional seria similar ao malfadado Windows RT, que foi apresentado na época do Windows 8 como um sistema indicado para tablets, mas se tornou um fracasso histórico. A ideia é rodar apenas os aplicativos universais distribuídos pela loja do Windows. Ele não seria capaz de rodar softwares em um formato mais tradicional, como é o caso, por exemplo, do Chrome.

Se a ideia do Windows Cloud é restritiva para boa parte dos usuários mais avançados, ela traz algumas vantagens interessantes. Ao limitar o acesso a aplicativos exclusivamente pela Windows Store, é possível oferecer um sistema mais leve e com custo de licenciamento nulo ou muito mais baixo, barateando a produção do PC e permitindo que modelos básicos fiquem ainda mais acessíveis. Outra vantagem é a de reduzir significativamente a chance de o usuário ser infectado com algum vírus, já que todas as instalações são centralizadas pela loja da Microsoft.

No fim das contas, o Windows Cloud não tem nenhum foco em nuvem, ao contrário do concorrente Chrome OS, que é basicamente só nuvem, apesar de não carregar isso no nome.





RECOMENDADO PARA VOCÊ