Bitcoin tem de entrar na declaração de Imposto de Renda

Mesmo que o Brasil não considere bitcoin oficialmente uma moeda, se você possui algumas unidades guardadas, terá de informar à Receita Federal e, talvez, pagar imposto por isso.

Assim como ocorreu nos Estados Unidos, a Receita entende que bitcoin é um ativo financeiro passível de tributação, então quem possuía a partir de R$ 1 mil em bitcoin no fim do ano passado deve incluí-la na declaração de Imposto de Renda na categoria "outros".

De acordo com a Folha de S.Paulo, é preciso ainda recolher 15% de IR sobre o ganho de capital ocorrido em transações superiores a R$ 35 mil. Como a obrigação vale para negócios ocorridos até cinco anos atrás, quem não fez isso antes terá de pagar juros e multa.





RECOMENDADO PARA VOCÊ